Connect with us

Valmir Gomes

RESULTADO JUSTO

No domingo, houve o primeiro clássico da final do Campeonato Paranaense de 2020.

Publicado

em

No domingo, houve o primeiro clássico da final do Campeonato Paranaense de 2020. Como era esperado o jogo foi fraco tecnicamente, em parte, devido à pandemia. O Athletico, como era previsto, se mostrou um time mais pronto, enquanto o Coritiba teve na garra e na determinação a sua marca. Na verdade, ninguém se destacou a ponto de receber elogios, foi um jogo mais marcado do que jogado. Eu diria que o resultado fez o Atlético colocar uma mão na taça, caberá ao Coritiba desmanchar a vantagem jogando no Couto Pereira na próxima quarta-feira. Baseando-me no primeiro clássico, os coxas terão que aumentar seu poder ofensivo, fato que me deixa dúvidas. Por exemplo, não entendo o Sassá ser reserva do ataque coxa-branca. Todas as fichas serão em cima do Coritiba, porém o Atlético com a experiência dos títulos de 2019 certamente saberá se comportar. O grande lance desse jogo foi o gol do Léo Citadine, espero que lances iguais se repitam durante o próximo jogo. Na verdade, um Atletiba sem torcida perde a natureza do clássico, entendemos o momento pelo qual passamos, porém a torcida no futebol é de fundamental importância, haja visto o jogo do domingo passado, foi pobre tecnicamente e sem emoção, quem sabe um Atletiba para ficar na história como o clássico da pandemia.

O CRAQUE SERGINHO

Conheci Sergio Prestes da Silva, o nosso Serginho, na sua juventude atuando pelo Pinheiros, jogava tanto que em pouco tempo foi titular absoluto do time principal. Não posso esquecer sua passagem brilhante em uma Copa São Paulo, quando teve mais uma vez atuações destacadas, depois se tornou profissional e brilhou intensamente atuando pelo Pinheiros, Grêmio, Fluminense e tantos outros clubes, inclusive um período na Europa. Depois que abandonou o futebol se tornou um promissor técnico nas categorias de base, chegando, inclusive, a trabalhar com Caio Jr no Cianorte e também como auxiliar no Coritiba Futebol Clube. Não sei a causa, porém abandonou uma carreira promissora dentro do futebol como futuro técnico. Hoje, é comentarista destacado na Rádio Banda B, em alguns canais de televisão e também nas redes sociais. Serginho Cabeção, como é conhecido popularmente, é múltiplo: cantor, escritor, músico e colunista, se destaca na imprensa como se destacou no futebol. Imagino um futuro promissor dentro da comunicação, ser humano extraordinário e que certamente representará o Estado como um dos grandes comentaristas do futebol brasileiro.

TIAGO NUNES

O técnico Tiago Nunes chegou ao Atlético Paranaense tempos atrás como um desconhecido no mundo do futebol, porém já tinha uma bagagem extraordinária, apesar da sua juventude. No Rubro-Negro da baixada começou como técnico das categorias sub-20, porém logo sua capacidade o encaminhou para comandar o time sub-23 no campeonato estadual. Era tudo o que ele precisava para dar um salto de qualidade na sua carreira. Jovem, capaz, bom comunicador, se destacou pelos inúmeros títulos em pouco tempo. Despertou o interesse de vários clubes e acabou se transferindo para o Corinthians, seu início, como era previsto, não foi de tantas vitórias, afinal estava impondo a sua maneira de atuar a um time campeão do mundo, hoje, mais familiarizado com o clube vai disputar a final do campeonato paulista contra o seu tradicional adversário Palmeiras. Teremos um duelo espetacular entre Tiago Nunes e Wanderley Luxemburgo, dois vencedores no futebol. Não arrisco palpite, porém, fico na torcida pelo gaúcho de Santa Maria, não somente pela amizade, mas também por sua capacidade.