conecte-se conosco

Valmir Gomes

Paz Ucrânia

Anos atrás conheci a cidade de Prudentópolis através do futebol

Publicado

em

Anos atrás conheci a cidade de Prudentópolis através do futebol, sempre todos nós da imprensa e os turistas de um modo geral, fomos muito bem tratados por lá. Tenho um grande amigo Carlos Sacks, que nasceu e cresceu em Prudentópolis. Depois ganhou o mundo com sua capacidade profissional. De lá vieram bons atletas para o futebol de todo Brasil. Uma cidade pacata e religiosa, com um povo trabalhador e carinhoso. Diria que aquele salame chamado Cracóvia é um néctar dos deuses, bom barbaridade. Pois bem esta cidade está de luto, os soldados russos invadiram a Ucrânia o país mãe da nossa querida Prudentópolis. As causas da invasão pouco interessa, o povo da Ucrânia quer liberdade e trabalho, nada mais do que isto. Depois de uma pandemia causada pela Covid-19, para piorar a situação vem uma guerra. Convenhamos, ninguém merece isto, muito menos os ucranianos. Faço um pedido, rezem pedindo paz. A oração tem a força do vento. Lembrei de Santo Agostinho, depois da tempestade que venha a bonança. Que assim seja, meu Senhor.

SÁBADO LEÃO X TUBARÃO

Teremos rodada do Estadual neste fim de semana, sábado, Rio Branco X Londrina às 16 horas no Gigante do Itiberê. Faço um apelo, torcedores do Leão compareçam ao jogo e incentivem o time a buscar uma vitória. Sob as ordens do Paulo Massaro, o Leão apesar da derrota, jogou bem contra o São José, merecia até melhor sorte. Se repetir aquela atuação, pode se reabilitar. Reconheço entretanto que o adversário, no caso o Londrina, merece todo respeito possível. Imagino um bom jogo, decidido nos detalhes.

BITÉCO

Tem jogadores que carregam o estigma da polêmica, vejam o caso do Bitéco, quando jogou pelo Rio Branco na minha opinião foi bem. Porém, muitos discordavam das suas atuações. Era mais criticado do que elogiado. Quando rescindiu o contrato e foi embora, também foi criticado. Falaram em abandono do clube. Creio que houve acordo entre as partes para sua liberação. Seja como for, termino afirmando que o Bitéco atrai polêmica.

ECOS DA RECOPA

Foi no início da semana, um jogo aguardado com expectativa pela massa rubro-negra, afinal era o encontro do Campeão da Sul-americano contra o Campeão da Libertadores. Todos ingressos postos à venda foram vendidos, imprensa de toda América do Sul de olho na partida. As equipes atuaram com cuidados, os visitantes saíram na frente, os donos da casa empataram e viraram o jogo. No final, o empate justo. No Athletico o guapo Santos foi destaque, depois Thiago Heleno, Abner no apoio, Léo Citadini e os goleadores Terans e Marlos. No Palmeiras, Weverton, Marcos Rocha, Danilo, e os três da frente, Veiga, Dudu e Roni. Como notaram, muitos se destacaram, afinal foi um bom jogo.

GUERRA DA LEGALIDADE

Algumas décadas atrás, aconteceu um fato histórico no Brasil, a chamada Guerra da  Legalidade, o presidente Jânio Quadros renunciou e queriam impedir a posse do então vice-presidente João Goulart. O governador do Rio Grande do Sul, Leonel Brizola se insurgiu e o seu Estado, correu o risco de ser bombardeado. Foi quando pediram para a população se alistar na briga contra a ilegalidade. Toda minha família se alistou, ficamos de prontidão. Seríamos bombardeados. Foram noites sem dormir e dias intermináveis. Uma bomba a qualquer momento poderia nos atingir. Até que veio a paz. Imagino os ucranianos como estão se sentindo, o equilíbrio emocional, a tristeza, a impotência. Vamos orar por eles, por suas vidas, pela PAZ.

Continuar lendo
Publicidade