conecte-se conosco

Valmir Gomes

Ave, Jailson

Sou do tempo que nos jogos de bola da rua, os piores na linha iam para o gol.

Publicado

em

Sou do tempo que nos jogos de bola da rua, os piores na linha iam para o gol. Quem não sabia jogar, era o goleiro. Raríssimos eram os que gostavam de jogar no gol. Até que aos poucos os goleiros foram se impondo. Em 1964 o Seleto foi destaque com Pedrinho no gol, anos depois o Rio Branco teve Edson Borracha um senhor goleiro, para citar apenas dois. Agora no moderno futebol, os goleiros têm que saber defender e também atacar, uma dupla função. Não concordo porém, é assim que a banda toca. Acho que o goleiro tem que saber defender, o resto é por conta do modismo no futebol. Ontem, o América das Minas Gerais passou para mais uma fase da Libertadores, o goleiro Jailson foi herói da classificação. Pegou tudo até o pênalti. Jailson emocionado agradeceu a sua esposa, aos 40 anos, ela pediu para ele continuar jogando e vencendo. Ave,Jailson.

PRESIDENTE JUAREZ

O presidente do Coritiba Juarez Moraes e Silva é um Pelé das finanças, tem cursos de Direito e Administração na FAE e Comércio Exterior na Fundação Getúlio Vargas. Com este conhecimento todo, seu clube Coritiba F.C. usou a estratégia de pedir recuperação judicial. Ou seja, os coxas terão tempo para saldar suas dívidas, sem correr risco algum, uma jogada de quem conhece os labirintos da Economia. Juarez deixou uma marca de ótimo administrador em Paranaguá e está repetindo no seu Coritiba.

RODADA PARANAENSE

Teremos os jogos da volta neste final de semana, Coritiba X Cianorte neste sábado às 16 horas, com vantagem coxa. Operário X São José, às 18h30 horas com vantagem dos visitantes. Domingo às 16 horas CAP X Londrina com vantagem do Londrina, às 18h30 Maringá X Cascavel com vantagem dos donos da casa. A sorte está lançada.

NOSSOS LIMITES

Outro dia o veterano comentarista Paulo Roberto Martins da rádio Transamerica de São Paulo, foi desligado da emissora por criticar a pessoa do técnico do Palmeiras. Paulo Morsa como é conhecido, perdeu o emprego por ofender o ser humano Abel Ferreira. Quando iniciei como comentarista, minha mãe me aconselhou. ” Use o microfone para divulgar as coisas boas do esporte e da vida, jamais ofenda uma pessoa e sua honra. Faça a crítica técnica e nada mais.” Às vezes, seja pelo motivo que for, algum colega passa do ponto. Temos nossos limites. Lamento por tudo e por todos.

AS ESCOLINHAS E O RIO BRANCO

Os jovens que gostam do futebol no litoral, podem se preparar. Segundo as palavras do presidente Brayan Roque, o Rio Branco vai iniciar um trabalho com as categorias de base. Confesso, gostei da notícia, porque temos bons atletas no litoral, que bem trabalhados vão dar uma ótima resposta ao Leão da Estradinha. Tem gente que faz um trabalho nas escolinhas de futebol, muito bom, quem sabe uma parceria destes professores e seus alunos com a equipe do Rio Branco. Todos sairiam ganhando.

MARCUS GALVÃO DO RIO APA

O centroavante Marcus Eneas Silveira Galvão do Rio Apa, foi um consagrado jogador capelista (natural de Antonina) que honrou o manto alvirrubro. Nos anos de 1973 a 1995 teve uma passagem expressiva no futebol brasileiro. Marcus cita Odair, Alcione , Clide  e Oromar, como os fora de série do Rio Branco. Tem na pessoa do falecido presidente Dr. Mário Lobo, um exemplo de dirigente. Lembra as décadas de 60 e 70 quando atuou no 29 de Maio de Antonina, Estiva, no seu primeiro clube profissional, Atletico, Comercial de Cascavel, Água Verde, Botafogo e Rio Branco. Fonte Stalin Grego Venet autor 100 Anos de Paixão, história do centenário Rio Branco.

Continuar lendo
Publicidade