conecte-se conosco

Dr. José Antonio Westphalen Correa

Quanto pior, melhor

Quanto pior para quem, quanto melhor para quem????

Publicado

em

Todos vamos perder com o covid-19. As teorias de conspiração proliferam nas mídias sociais, ouvimos a tudo e a todos, e a imprensa descarrega informações como melhor convém ao seu corpo editorial nem sempre sendo isenta, mas uma coisa ela fez: isolamento social.

O Inconsciente Coletivo, de Carl Jung, foi despertado mundialmente através de “fake news”, contradições, tomadas erradas de decisões, jogos de interesses (há muito mais entre o céu e a terra…), excesso de informações, dúvidas, etc. O medo tomou conta de todos. Tudo tem que parar falam os governantes e parte da comunidade científica. #FiqueEmCasa virou top trend.

Mas como assim? Sou médico, me orgulho de sê-lo, trabalho com pessoas, com as doenças e suas consequências. Sou grupo de risco!!! Ah tá, é para parar o mundo mas nós médicos não podemos parar. OK, eu vou topar essa!!! Fiz meu juramento hipocrático.


Mas quem vai produzir, embalar, entregar e vender a mascara de proteção que eu preciso? Quem vai vender o medicamento que eu prescrevo? Quem vai produzir e vender o frasco e o alcool gel que todos precisam? Quem vai produzir as embalagens de papelão para os diversos itens essenciais a serem transportados? E quem vai transportar todos esses produtos? Quem vai dar de comer nas estradas a àqueles que estão transportando tudo isso? Quem vai produzir e vender a comida para todos os envolvidos nesse processo? Quem vai produzir, distribuir e vender o gás para cozinhar? Quem vai arrumar o motor do caminhão que transporta tudo isso ou o pneu que estourou? Quem vai falar no rádio e na televisão para te distrair? Quem vai fazer a leitura do seu relógio de água e luz? Sim, pois isso não vai ser deixado de ser cobrado. Quem vai chorar e quem vai sorrir quando tudo isso acabar??????

São muitos “quem” que tornaria esse texto infinito. Não podemos negligenciar. O perigo sempre mora ao lado. É hora de termos inteligência e quem sabe adotarmos o que chamam de isolamento vertical. O mundo é cruel e traiçoeiro. Somos todos massa de manobra, mas não podemos simplesmente parar com se não existisse vida lá fora. Podemos sim continuar trabalhando para uma vida melhor. Temos condição de superar tudo isso. Temos a inteligência a nosso favor. E é com ela que saberemos diferenciar para quem o pior é melhor e para quem o melhor é para todos. Sairemos mais fortes depois dessa.

José Antonio Westphalen
Oftalmologia Aplicada ao Esporte – Projeto Excelência em Medicina do Esporte

Continuar lendo
Publicidade