conecte-se conosco

ADI Paraná

Deputado

O secretário de Governo de Londrina, Alex Canziani (PSD), deixa o cargo para disputar a Assembleia Legislativa em 2 de outubro

Publicado

em

ADI
Foto: Divulgação

O secretário de Governo de Londrina, Alex Canziani (PSD), deixa o cargo para disputar a Assembleia Legislativa em 2 de outubro. Canziani adiantou que o prefeito Marcelo Belinati (PP) apoia a reeleição do governador Ratinho Júnior (PSD), diferente da especulação de parte da imprensa de Curitiba.

Fórum de gestão
Uma equipe de diretores do Banco Central do Brasil participou do IV Fórum de Gestão Pública, organizado pela Faciap, que ocorreu em Curitiba, no bairro Campo Comprido. O evento, coordenado pela Faciap, conta com o apoio do G7, grupo que reúne as principais entidades do setor produtivo paranaense. O Fórum tem uma programação voltada para empresários e profissionais que operam na área econômica.  

Regularização
O desembargador Abraham Lincoln Calixto, do Tribunal de Justiça do Paraná, lançou na sede da Amop, a etapa regional do programa Moradia Legal. A iniciativa tem a finalidade de garantir dignidade, inclusão social e segurança jurídica à camada mais carente da população. Trata-se de uma ferramenta criada para garantir objetividade e celeridade aos processos de regularização fundiária, normalmente complexos.

Vinte deputados
Com uma bancada de 11 deputados e a filiação de lideranças expressivas, o governador Ratinho Junior espera a eleição de até 20 deputados pelo PSD no dia 2 outubro na Assembleia Legislativa.

Convite aceito
O deputado Paulo Martins aceitou o convite do deputado Fernando Giacobo, presidente estadual do partido, e vai se filiar ao PL do presidente Jair Bolsonaro. Martins e Giacobo trabalham pelo apoio do governador Ratinho Junior (PSD) a Bolsonaro.

Janta
Sérgio Moro (Podemos) jantou com Luciano Bivar, presidente do União Brasil, na busca de unidade da terceira via. “Encontrei com Luciano Bivar. Reforçamos a necessidade de termos um único candidato do centro político democrático contra os extremos. Bivar seria um ótimo vice-presidente ou cabeça de chapa. Estaremos juntos de 2022 a 2026, pelo menos”.

No PV
Ao contrário dos deputados Soldado Adriano e Estacho, o deputado Aliel Machado saiu do PSB e anunciou a filiação ao PV. Vai apoiar ainda Requião e Lula.

No PP
O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ademar Traiano (PSD), entregou para qual partido será o destino do deputado Galo. Ele sai do Podemos e vai para o PP.

Multa
O TSE desaprovou a prestação de contas do diretório nacional do Podemos sobre as eleições de 2018. Determinou que o partido devolva R$ 1.227.547,27 aos cofres públicos, devidamente atualizado e com recursos próprios. Além disso, decidiu pela suspensão de novas cotas do fundo partidário por dois meses, a ser cumprida de forma parcelada pelo período de quatro meses.

Na presidência
Com a decisão do ministro do STF, Alexandre Moraes, que determinou o afastamento de Marcus Vinícius Neskau da presidência nacional do PTB, o prefeito de Santa Cecília do Pavão, Edimar Santos, volta à presidência estadual do partido. Edimar Santos é também vice-presidente da AMP (Associação Paranaense dos Municípios).

Voto jovem
As deputadas Luísa Canziani (PSD) e Margarete Coelho (PP-PI) firmaram com o presidente do TSE, Edson Fachin, acordo de cooperação entre a Câmara dos Deputados e o tribunal para impulsionar o voto dos jovens de até 18 anos nas eleições de outubro. “Pretendemos aumentar o debate sobre o jovem na política e aprimorar iniciativas que possam estimular ainda mais esse público a participar do processo eleitoral e das atividades que fomentam o debate político”, disse Luísa, a mais jovem parlamentar do Paraná.

Voto jovem II
“Quem não vota abdica do direito de decidir o futuro do país. Por isso é de suma importância a soma de esforços para ampliar a participação do jovem na democracia”, destacou Fachin. O voto é facultativo para quem tem entre 16 e 17 anos. O prazo para o alistamento eleitoral termina no dia 4 de maio.

Tempo
A divisão do tempo da propaganda eleitoral gratuita para as eleições de outubro somente será definida no segundo semestre, quando o TSE realizará audiência pública com representantes dos partidos políticos, das federações e das emissoras de rádio e televisão.  A propaganda eleitoral gratuita no rádio e na TV relativa ao primeiro turno das eleições deste ano será veiculada de 26 de agosto a 29 de setembro. Em caso de segundo turno, a transmissão ocorrerá de 7 a 28 de outubro.

Como será
Durante o período, as emissoras reservarão 70 minutos diários para a propaganda eleitoral gratuita, a serem usados em inserções de 30 e de 60 segundos distribuídas ao longo da programação diária. Até o dia 12 de agosto, o TSE publicará a tabela com a representatividade da Câmara dos Deputados e do Congresso Nacional.

Coluna publicada simultaneamente em 20 jornais e portais associados. Saiba mais em www.adipr.com.br.