conecte-se conosco

Valmir Gomes

Rainha Hortência, obrigado por tudo

Confesso não ligava muito para basquete, até que surgiu Hortência e sua geração de meninas campeãs.

Publicado

em

Confesso não ligava muito para basquete, até que surgiu Hortência e sua geração de meninas campeãs. Para relembrar os leitores, Hortência é a maior cestinha da seleção feminina com 3.160 pontos. Foi campeã Mundial em 1994, medalha de Ouro no Pan de Havana, medalha de Prata jogos de Atlanta em 1996. Por 20 anos consecutivos foi atleta da nossa seleção, dos 16 aos 36 anos, sempre com alta performance. Marcou 121 pontos numa única partida, nos jogos regionais de São Paulo, representando a cidade de Sorocaba. Está no Hall da Fama do basquete feminino e no Hall da fama do basquete geral. Foi eleita pela Federação Internacional de Basquete a melhor jogadora da história dos mundiais da categoria. A nossa rainha mundial do basquete, acaba de fazer uma cesta de ouro, nesta semana completou 60 anos de muitas glórias. Hortência, tenha saúde e vida longa, obrigado por tudo.  

CORITIBA, UMA ROLETA RUSSA

O sábado foi uma noite de horror para os coxas. Derrotado pelo CRB, além de não jogar nada, o time foi vaiado pela própria torcida em pleno Couto Pereira. O pior ainda estava por vir, medroso e acuado, o presidente Samir Namur mandou embora o técnico Humberto Louzer, via diretor de futebol Rodrigo Pastana. O fato causou mais indignação aos torcedores, que queriam a saída do Pastana também. Samir Namur pode ser um bom advogado e brilhante professor na sua vida pessoal, não discuto isto, porém não tem capacidade muito menos experiência para presidir o Coritiba. O clube nas suas mãos virou uma roleta russa.

CAP UM INTRUSO COMPETENTE

Eles nem imaginavam que um clube da periferia do futebol fosse criar problemas para os donos do pedaço. Pouco pensaram em organização, muito menos em projeto a longo prazo. Eram  os reis da cocada preta, mandavam em tudo, regulamento, competições, arbitragem, até nos convidados. De repente, Minas e Rio Grande do Sul se acordaram e começaram a incomodar. Eles se assustam, demoram a perceber que gaúchos e mineiros se organizaram e vieram para vencer e ficar. Com reservas acabaram aceitando. Agora outro intruso, desta feita do futebol paranaense. Ficaram surpreso, foram pesquisar. Deram de cara com três  palavras chaves: competência, tempo e organização. O intruso Athletico chegou para ficar, eles que vão se acostumando.

JORGINHO X LISCA DOIDO

Deu no blog da Nadja Mauad que o Jorge de Amorim Campos, o Jorginho da seleção brasileira é o novo técnico do Coritiba. Fui procurar detalhes da sua carreira como técnico, o Lisca Doido tem um curriculum de conquistas incomparável. O comando do Coritiba preferiu Jorginho.

Continuar lendo
Publicidade