Logotipo

Valmir Gomes

Deu porco na cabeça

26 de fevereiro de 2019

O domingo estava ensolarado digno de uma final de turno. Os coxas ressabiados preferiram ficar em casa, e a turma do Toledo estava confiante como nunca, ocupando quase todo seu espaço no estádio. Quando a bola rolou, o favoritismo do Coritiba foi para o beleléu, o Toledo mostrou personalidade e pinta de campeão. No tempo normal foi um jogo parelho, que terminou empatado. Nos pênaltis, o Coritiba contava com Wilson, seu salvador da pátria, nos últimos tempos. Acontece que o Toledo tinha André Luis, um jovem e qualificado goleiro. Deu porco na cabeça, com inteira justiça. Até porque não ficava bem, o ídolo atleticano Sicupira entregar o troféu para os coxas. O homem lá de cima sabe o que faz.

 

RELEMBRANDO

Conheci o Toledo na década de 80, de lá para cá muita água rolou por debaixo da ponte até chegar ao título do primeiro turno deste ano. Lembro-me do Jovem Zetti no gol, do meia cancha qualificado Grizzo, do goleador Amarildo de Toledo para o mundo, do Jorge, Clair, Telvir e tantos outros. Como me lembro do Hélio Ninho, para mim o grande craque do Toledo é um dos maiores meia cancha do futebol paranaense. Estes de alguma maneira sedimentaram o caminho para o título do turno, fato inédito e merecido. Hoje o guapo André Luis, Marcelinho, Revson, Eduardinho & Cia entraram para a história. Parabéns a todos.

 

O OUTRO LADO DA MEIA NOITE

Enquanto o Toledo, comandado por Dulaba e Agenor Picinnin, festejavam o título, o Coritiba de Samir Namur e Rodrigo Pastana trilhavam seu calvário de derrotas e decepções sem fim. Uma lástima para o futebol paranaense o momento do Coritiba, um presidente sem capacidade administrativa e muito menos comando, deixa o clube centenário nas mãos de um diretor de futebol remunerado. Até quando, minha gente?

 

RIO BRANCO

Contaram-me que o Rio Branco sob o comando do Norberto é outro time, está com uma pegada forte e com mais qualidade, já que o gestor Nelo Morlotti num esforço pessoal andou contratando reforços. O primeiro jogo da Taça Dirceu Kriger é em Cascavel. Começar o returno bem é fundamental. Força, Rio Branco.

 

HARRISON E O CARNAVAL

O secretário de Cultura e Turismo, Harrison Camargo, está trabalhando diuturnamente com sua equipe, para termos um grande e seguro Carnaval. Como sabem, o Carnaval de Paranaguá é um dos mais procurados pelos turistas, se tornando uma fonte de rendas para o comércio local. Teremos mais arquibancadas com os desfiles monitorados por drones, além da presença da Polícia Militar, da Guarda Municipal e Corpo de Bombeiros. É a Prefeitura Municipal de Paranaguá dando apoio e segurança aos carnavalescos. Divirtam-se e bom Carnaval a todos.

 

SAUDADES

Confesso: sou saudosista, tenho saudades das narrações na TV do Luciano do Valle dos comentários do China, do Nestor Baptista, Gilberto Fontoura, Vinicius Coelho, Luís Augusto Xavier, sei lá porque, tenho saudades desta turma.

 

 

Fotos

Compartilhe