Logotipo
Valmir Gomes

Valmir Gomes

Compartilhe

ALOAR RIBEIRO

12 de feveiro de 2018

Quem ouviu a narração do Aloar não esquece, quem leu suas matérias na Gazeta do Povo sobre futebol paranaense, também não. Aloar foi único, ele descentralizou o futebol, falava e escrevia sobre tudo e sobre todos deste Estado. Por quase 50 anos fez parte da equipe de esportes da Gazeta do Povo, sempre com visão periférica. Jamais falou ou escreveu somente sobre os clubes da capital, era abrangente, suas crônicas e entrevistas focavam os diretores e atletas, sem nenhuma distinção de equipe ou cidade.  Ontem soube do seu falecimento, fui até o Cemitério da Água Verde me despedir do colega e amigo. Não o encontrei por lá. Quem sabe o desencontro foi providencial, lembro da última vez que falei com ele pessoalmente, foi uma entrevista no programa Conceito da Rádio Banda, ao lado do grande Marcelo Ortiz. Uma aula de jornalismo e vida. Depois disto só conversei com ele por telefone, sempre bem humorado. Foi embora o querido Aloar, um jornalista e radialista exemplar. Vai nos restar a saudade.

 

PROTESTO

A Federação Brasileira de Técnico de Futebol fez um protesto sobre a saída do técnico Oswaldo de Oliveira do Atlético Mineiro. Aconteceu um imbróglio entre o Oswaldo e um repórter, durante uma coletiva de imprensa após um jogo do Atlético. Fato que causou a demissão do treinador. Não entro no mérito da razão, porém achei a atitude do Oswaldo na ocasião, intempestiva. Isto entretanto não invalida a atitude da FBTF, que foi solidária com seu associado. Fato incomum no futebol brasileiro, onde cada um cuida de si, sem se preocupar com o colega de clube e de profissão. Pode ser o início de uma nova fase dos profissionais do futebol.

 

A ALEGRIA FOI EMBORA

A semana foi pesada além do Aloar Ribeiro perdi outro grande amigo, Benedito Cordeiro dos Santos, o popular " Ditinho", o bom humor em pessoa. Conheci Benedito como diretor da Federação Paranaense de Futebol, presidida então por Haroldo Albergue, um senhor desportista. Neste tempo todo nunca vi o Benedito triste ou amuado, era elegante no trajar e bem humorado no tratar. Não imaginem a minha tristeza esta semana, foram embora o Aloar e o Benedito. Junto com o Aloar foi parte da história do nosso futebol, quanto ao Benedito Cordeiro, levou consigo quase toda a alegria de Curitiba. Esta semana eu não desejo para ninguém.

 

FUTEBOL

Sim vamos falar de futebol. Na chave A do Campeonato Paranaense o Foz está liderando, por incrível que pareça não está classificado, porém daqui arrisco um palpite: deve ser um dos finalistas. O outro da chave vai ser decidido entre Cianorte, Coritiba e Cascavel. Páreo duro! Na chave B o Atlético classificou sem susto, foi o melhor disparado nesta fase. Londrina, Toledo e Rio Branco, disputam a segunda vaga. Sem prognóstico. No sábado o Paraná fez sua melhor apresentação, contra o Prudentópolis, porém tarde demais para chegar a final. Enquanto isto o Coritiba surpreendeu a todos goleando o Londrina no Estádio do Café, ainda sonha com a classificação.