Logotipo

Superagui é um paraíso ao alcance da população litorânea

10 de julho de 2019

São os nativos que zelam pelo ordenamento e ocupação do solo desde os primórdios até a atualidade

Compartilhe

A Vila da Barra de Superagui, na Ilha de Superagui, fica ao lado do Parque Nacional que junto com o Lagunar Cananeia-Paranaguá compõe a 3.ª maior área de reserva da biosfera do planeta. Trata-se de um bairro marítimo do município de Guaraqueçaba, litoral norte do Estado do Paraná. É uma ótima opção para quem quer descansar a alguns quilômetros da capital, Curitiba.

A Ilha de Superagui fica entre a Ilha do Mel\PR e a Ilha do Cardoso\SP, possui uma praia deserta com extensão de 40 quilômetros.

E embora instituído Patrimônio Mundial da Humanidade, Área de Proteção Ambiental de Guaraqueçaba, Unidade de Conservação da Biodiversidade, e Parque Nacional da Biosfera Mundial, são os nativos que zelam pelo ordenamento e ocupação do solo “in loco” desde os primórdios e até a atualidade, da segurança na ilha, e no controle de visitação. São os ilhéus responsáveis por alimento, saneamento, transporte, pontes, iluminação, telecomunicações, saúde, educação, esporte, lazer. São os guaraqueçabanos tradicionais que em sua grande maioria preservam a rica floresta e tratam das praias e do mar, patrimônio brasileiro e natural de todos nós. Pesquisadores e técnicos, gestores públicos e cientistas realizam suas atividades que por anos consecutivos foram geridas com sucesso, transparência, e acessibilidade a todos pelos Chefes do PARNA de Superagui, através do ICMBio – Instituto Chico Mendes de Biodiversidade. Importante mencionar que a Vila da Barra de Superagui não faz parte do Parque, e o perímetro municipal para expansão do vilarejo conforme índice populacional oriundo da ascendência de descendência natural.

LUGAR DE PERFEITO ECOSSISTEMA

Desembarcando em Superagui, o turista pode se hospedar em algumas das pousadas ou campings. Existem alguns nativos que alugam casas, basta se informar, escolher a hospedagem que mais se adequar e aproveitar alguns dias em contato com a natureza.

A Vila da Barra de Superagui é plana e é bem fácil se localizar por lá. Há um comércio pequeno e suficiente. Existem restaurantes e lanchonetes. Também há padarias. É importante levar repelente, afinal, o turista vai visitar um pedaço de floresta no meio do mar. Lá não existe farmácia. Se fizer uso de remédios ou considerar prudente, leve kit pessoal, acrescido de capa de chuva que é comum em toda a época do ano no clima temperado úmido.

A Vila da Barra de Superagui é uma espécie de receptivo oceânico da lindíssima e bucólica Guaraqueçaba, sede municipal deste bairro marítimo, o mais populoso na região. 

A praia deserta de Superagui é desértica mesmo! Apenas três famílias têm permissão para manutenção de suas vidas, já que estão ali em conformidade ambiental e antes de qualquer legislação. A pé, de bicicleta, ou de carroça, a praia deserta inspira leveza e regeneração, beleza e onipotência. Veículos automotores não são permitidos nem pela área de vila tanto quanto na extensão do Parque Nacional de Superagui.

Outro passeio que costuma atrair os turistas, seja pelo nascer ou pelo pôr do sol fantástico, como pela possibilidade de permanecer no banco de areia que se forma em frente à ilha no trecho que chamam de Ponta das Gaivotas. Conforme o horário da maré ele fica acessível a pé, mas é mais seguro combinar com uma embarcação local, que leva e traz com segurança no horário combinado.

Os moradores são receptivos ao turismo. Em média, 1.200 pessoas residem no vilarejo que nos mapas de história é citado como Supraway. Rainha do Mar é o significado de Superagui.

 

Da Assessoria.

Foto: divulgação

Colunistas