Logotipo

Novo modelo de placas de veículos é obrigatório no Paraná

09 de janeiro de 2019

Nova placa será obrigatória apenas nos casos do primeiro emplacamento de veículo, ou para os motoristas que tiverem a placa antiga e mudarem de município ou propriedade (Foto: Lúcio Távora/Ministério das Cidades)

Compartilhe

Há uma segunda fase prevista, em que deverá ser implantado um chip nas placas

Desde o dia 17 de dezembro de 2018, o Departamento de Trânsito do Paraná (Detran) tornou obrigatório o novo modelo de placas de veículos adotado no Mercosul. A medida segue o que especifica a Resolução n.º 733 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), publicada em 10 de maio de 2018. A nova placa será obrigatória apenas nos casos do primeiro emplacamento de veículo, ou para os motoristas que tiverem a placa antiga e mudarem de município ou propriedade.

Segundo o Detran, a medida foi anunciada por meio da portaria 074/2018, sendo que o novo modelo possui itens de segurança que permitem o rastreamento das placas e veículos por meio de QR Code, algo que praticamente impede a clonagem. Há uma segunda fase prevista, em que deverá ser implantado um chip nas placas, reforçando ainda mais a questão da segurança. "A medida vai permitir uma maior efetividade no chamado ‘canal verde’, que é um sistema que facilita o controle de pessoas e cargas através de postos com antenas de rádio frequência, além de melhorar a fiscalização, evitando paradas dos caminhões, por exemplo", explica a assessoria.

"A placa terá o mesmo desenho em todos os países do Mercosul com quatro letras e três números em fundo branco. O novo modelo terá código único e conterá todos os dados de confecção da placa, como a identificação do fornecedor e o número de série, data e ano da fabricação da peça. Inclui ainda o modelo do carro", informa o Detran-PR.

A placa terá o mesmo desenho em todos os países do Mercosul com quatro letras e três números em fundo branco (Foto: Lúcio Távora/Ministério das Cidades)

De acordo com o Detran, os processos de emplacamento e registro que foram finalizados até o dia 10 de dezembro de 2018 serão impressos na placa nacional (cinza), confecção que devia ser providenciada pelo usuário até o dia 15 de dezembro do ano passado junto a um estampador ou fabricante de placas. "Após essa data só será autorizada a produção das placas modelo Mercosul, caso contrário, o cidadão deverá dar entrada em um novo processo", explica a assessoria. A partir do dia 11 de dezembro, todos os veículos em processo de emplacamento devem utilizar o novo modelo Mercosul obrigatoriamente.

OBRIGATORIEDADE DA ADOÇÃO DA NOVA PLACA

"A obrigatoriedade do padrão de placas no modelo Mercosul será para as seguintes situações: Primeiro emplacamento; Aquisição de veículo; Aquisição de veículo com troca de município; Alteração de Dados com complementação de placa; Mudança de Município; Registro de Outro Estado; Troca de categorias; e outros processos que necessitem a substituição de placas", finaliza o Detran Paraná.

Colunistas