Logotipo

Ecovia prevê aumento de 15% em relação ao ano passado no feriado

07 de setembro de 2018

BR-277 conta com o apoio de 24 viaturas durante o feriado prolongado (Foto: Guilherme Pupo/Ecovia)

Compartilhe

Na sexta-feira, 7, movimento deve ser de cerca de 2,2 mil veículos/hora na descida da Serra do Mar

O movimento na BR-277 no trecho entre Curitiba e litoral deve ser de 175 mil veículos no próximo fim de semana prolongado pelo feriado nacional da Independência e pelo Dia de Nossa Senhora da Luz dos Pinhais, feriado municipal da padroeira de Curitiba. Segundo a concessionária Ecovia Caminho do Mar, que administra esse trecho da rodovia, além das PRs 407 e 508, o movimento será 15% maior que no ano passado, quando 150 mil veículos viajaram durante o feriadão.

Na sexta-feira, 7, o movimento deve ser intenso das 6 às 15 horas, com uma média de 2,2 mil veículos/hora descendo a Serra do Mar. No domingo, 9, o maior movimento será sentido Curitiba e o fluxo de veículos deve ficar intenso a partir das 11 horas até alcançar o pico de 2,9 mil veículos/hora, entre 21 e 22 horas.

“Para garantir segurança dos usuários e fluidez do trânsito nas rodovias, a concessionária preparou procedimentos operacionais especiais, com a atuação de 24 viaturas distribuídas pela área de concessão”, explica Fabiano Medeiros, gerente de Atendimento ao Usuário e Engenharia da Ecovia. Ele lembra que todos os usuários podem pagar a tarifa de pedágio com cartão de débito.

Durante a viagem, a Ecovia recomenda que os motoristas tenham anotado o telefone 0800 410 277 para qualquer incidente e pedido de socorro ou ajuda. No site www.ecovia.com.br, os usuários encontram informações complementares. Além disso, há o aplicativo Ecorodovias com informações úteis. A conta de Twitter @ecovia é atualizada regulamente e pode ser usada como fonte de informação sobre as condições de tráfego na rodovia.

OPERAÇÃO INDEPENDÊNCIA

Teve início na quinta-feira, 6, em todo o Brasil, a Operação Independência, desencadeada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). Os trabalhos do órgão começaram a partir da 0h da quinta e seguem até às 23h59 de domingo, 9. Os locais mais críticos, indicados pelos levantamentos estatísticos da instituição, serão reforçados pelo efetivo que será empregado na operação.

Os números de acidentes e vítimas têm diminuído durante a execução das operações realizadas pela PRF ao longo dos últimos anos. E este é o principal objetivo desta edição.

Polícia Rodoviária vai garantir segurança e fluidez do trânsito aos usuários das rodovias federais (Foto: PRF)

Sendo assim, a operação visa, além da diminuição do número e letalidade dos acidentes, garantir segurança e fluidez do trânsito aos usuários das rodovias federais e contará com atividades para diminuir a incidência de acidentes relacionados ao excesso de velocidade, à alcoolemia ao volante e às ultrapassagens indevidas; fatores estes que contribuem sobremaneira para o registro das ocorrências mais graves; e isso implica em vítimas graves e mortos. Também serão realizadas ações operacionais direcionadas para o combate à criminalidade.

Durante os quatro dias de operação, a PRF contará com cerca de 2.500 veículos policiais, entre quatro rodas e motocicletas; mais de dois mil aparelhos de etilômetro – também conhecido como bafômetro e centenas de radares portáteis. O emprego destes radares visa a detectar veículos em excesso de velocidade. A modalidade de radares sequenciados será empregada em vários pontos do País.

O método consiste em distribuir mais de um equipamento em intervalos curtos, que variam entre cinco e 10 quilômetros. Muitos condutores, após perceberem que passaram por uma fiscalização de radar, voltam a imprimir altas velocidades. Com o sistema de radares sequenciados, estes motoristas tenderão a tomar mais cautela, pois criarão a expectativa de serem flagrados por excesso de velocidade a qualquer momento e, assim, os riscos de acidentes diminuem.

OBRAS NA ESTRADA

Com relação às obras na entrada de Paranaguá que estão em andamento, a Ecovia afirma que não haverá interdições da BR-277 durante o feriado de Independência. 

Fontes: Ecovia e PRF

Colunistas