Logotipo

Detran-PR já registrou mais de 1,8 mil infrações em Paranaguá em 2019

17 de maio de 2019

Um total de 91 condutores dirigiram e foram autuados pelo Detran-PR sem Carteira Nacional de Habilitação (CNH)

Compartilhe

Principal ocorrência é a ausência de registro de veículos na transferência de propriedade dos bens

Na quarta-feira, 15, o Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR), divulgou o ranking de infrações cometidas de janeiro a abril de 2019 nas vias estaduais em Paranaguá, registrando nestes primeiros quatro meses um total de 1.844 irregularidades. Segundo o Detran-PR, o item irregular mais cometido pelos motoristas parnanguaras foi deixar de efetuar registro do veículo em 30 dias quando for transferida a propriedade, com 1.105 ocorrências, seguido pela condução de veículos registrados sem licença, com 108 casos registrados.

Um total de 91 condutores dirigiram e foram autuados pelo Detran-PR sem Carteira Nacional de Habilitação (CNH), com 68 casos contabilizados de motoristas que permitiram a posse ou condução de veículo por pessoas sem CNH. Estacionamento em local proibido é algo cometido constantemente em Paranaguá, com 51 casos registrados no município pelo Departamento do Trânsito.

SINAL VERMELHO E CINTO DE SEGURANÇA

De acordo com o Detran-PR, 39 condutores parnanguaras foram multados por ultrapassar o sinal vermelho nas vias estaduais de Paranaguá. Outros 38 motoristas foram multados por dirigir sem cinto de segurança durante este período. Outro caso registrado foi a condução de motocicleta utilizando calçado indevido, algo que registra multa e que aconteceu com 18 motociclistas em 2019, segundo o Detran - PR. De acordo com o órgão de trânsito, 13 pessoas foram autuadas por estacionamento irregular no passeio, e 12 por dirigir sem carteira de motorista com suspensão do direito de dirigir, seguido por 10 motoristas que conduziram veículo com CNH vencida há mais de 30 dias.

O Departamento ainda ressalta que 10 pessoas foram flagradas dirigindo alcoolizadas em Paranaguá de janeiro a abril de 2019, seguido por 10 condutores que foram flagrados dirigindo na contramão em via estadual com sentido único.

De acordo com o Detran-PR, 39 condutores parnanguaras foram multados por ultrapassar o sinal vermelho nas vias estaduais de Paranaguá

MAIO AMARELO

O Detran-PR abriu oficialmente o mês de conscientização no trânsito "Maio Amarelo" no dia 2, com a campanha "Quando você não olha para as Leis de Trânsito, você dirige às cegas”. “Este mês é de extrema importância e deve ser trabalhado em conjunto para intensificar o combate aos altos índices de mortalidade no trânsito. Nossas parcerias são essenciais”, comenta o diretor-geral do Detran-PR, Cesar Vinicius Kogut.

De acordo com o Detran-PR, está havendo mobilização de vários segmentos, entre eles órgãos de governos, empresas, entidades de classe, associações e sociedade civil organizada para discutir o tema. "Maio foi escolhido porque, no mesmo mês, em 2011, a ONU decretou a década de ação para a segurança no trânsito. O amarelo foi escolhido por simbolizar a atenção e a sinalização de advertência no trânsito", explica o Detran.

Segundo a assessoria, no Paraná, em 2018, o número de acidentes de trânsito com morte caiu 8% em relação a 2017, passando de 2.547 para 2.338. "A preocupação, porém, está em relação aos ciclistas e motociclistas, ambos com aumento de óbitos. Entre as motos, esse número cresceu 3% de 2017 (659) para 2018 (680). Nas bicicletas, saltou 47% - de 98 para 144", explica o Detran.

Durante o mês de maio, a campanha Maio Amarelo está sendo realizada com alerta à sociedade para respeito às leis de trânsito, com controle de acidentes e redução no número de vítimas. "Atitudes erradas são mostradas como forma de alerta, muitas vezes vistas como ‘normais’ pela população, mas de grande perigo. Durante todo o mês serão realizadas diversas atividades educativas de trânsito junto ao Comitê Trânsito Seguro e demais parceiros", finaliza a assessoria.

 

*Com informações do Detran-PR.


Colunistas