Logotipo

Caminhão carregado com produto tóxico colide com placa e tomba na BR-277

05 de junho de 2019

Local foi isolado e tráfego acontece em meia pista nos dois sentidos próximo ao KM-60 (Imagem: Ecovia)

Compartilhe

Acidente aconteceu durante a madrugada sentido Curitiba

Na madrugada desta quarta-feira, 5, um caminhão que carregava uma carga tóxica de diisocianato de tolueno colidiu com a estrutura de um pórtico na BR-277 na região de São José dos Pinhais próximo ao KM-60. A via federal é o principal acesso a Paranaguá e ao litoral. O veículo bateu na placa e tombou no local sentido litoral, o que causou fila na rodovia e a necessidade de limpeza imediata por equipes da concessionária do produto químico derramado.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a pista foi liberada parcialmente por volta das 6h, entretanto desde então o trânsito ficou lento na BR-277 sentido Paranaguá, com filas que chegaram a mais de cinco quilômetros entre o KM-57 e o KM-62, de acordo com a Ecovia, que é a concessionária responsável.

A PRF destacou que o caminhão bateu no pórtico à 1h da madrugada, fazendo com que a placa ficasse suspensa e com risco de queda na pista. O veículo ficou tombado no acostamento, algo que gerou urgência na limpeza do material químico pelo Corpo de Bombeiros às 4h. O produto vazado é o diisocianato de tolueno, que é inflamável e pode causar sérios danos à saúde humana e ao meio ambiente. A substância é utilizada para fabricação de espumas de poliuretano, catalisadores para tintas e vernizes, entre outros usos.

TRÂNSITO

Com a ocorrência, o tráfego permanece em mão dupla na região. Equipes da Ecovia e da empresa responsável pelo caminhão trabalham para liberar totalmente as pistas da BR-277, porém, sem previsão para o término da operação.

A Ecovia, às 13h20, atualizou o andamento da ocorrência, afirmando que o tráfego permanece em mão dupla entre os KM´s 59 e 56 da BR-277. Equipes trabalham no transbordo da carga que estava no caminhão no início da tarde.

GRACIOSA É UMA ALTERNATIVA

Uma das alternativas para quem está no litoral é seguir pela Estrada da Graciosa, algo orientado pela PRF.

Acidente aconteceu na madrugada desta quarta-feira, 6. Trabalho para remoção do veículo e da carga tóxica segue na BR-277 (Foto: PRF)


Colunistas