conecte-se conosco

Trabalho

Roberto: “Todo trabalho deve ser feito com amor”

Gari completa 20 anos atuando na limpeza pública em Paranaguá

Publicado

em

Roberto Lisboa dos Santos tem 48 anos e desde pequeno sempre soube o valor da palavra trabalho. Natural de Paranaguá, veio de uma família formada por mais cinco  irmãos.

Perdeu o pai cedo e assim precisou arregaçar as mangas para ajudar em casa. Concluiu o Ensino Fundamental no Colégio Estadual Zilah dos Santos Batista e para trabalhar precisou interromper os estudos, contra sua vontade.

Após ter feito muitos serviços temporários, ingressou no mercado de trabalho em 1989. Ele lembra também o dia daquele novo momento: 1.º de julho. “Foi um sonho realizado, ter a carteira assinada. Comecei a trabalhar como auxiliar de serviços gerais no Literário Campestre.  Lá permaneci até 1996, quando comecei a trabalhar em um mercado de verduras”, recorda.

Em 1998, Roberto prestou o concurso público para a Prefeitura de Paranaguá e ficou entre os primeiros colocados, sendo convocado no início de 1999. Era a concretização de algo que ele sempre imaginou.

SERVIÇO PÚBLICO 

“Passei a vida toda pensando em ter estabilidade na profissão. Quando fiz o concurso, pedi a Deus por isso, fiz a prova com muita fé e esperança e mal pude acreditar quando vi meu nome entre os primeiros colocados”, destacou.

Vinte anos se passaram daquela conquista até os dias atuais. “Trabalho com a limpeza das ruas, onde todas as pessoas passam e cruzam comigo a todo o momento. O ‘bom-dia’ e o ‘boa-tarde’ fazem parte do meu trabalho. Respeito as pessoas para ser respeitado, e em todo esse tempo nunca fui destratado por ninguém, pelo contrário, só tenho a agradecer às pessoas de Paranaguá por serem tão legais comigo”, apontou. 

Para ele, o serviço público é gratificante pelo fato de servir a cidade. “Me sinto bem colaborando com a cidade que nasci, por isso faço meu trabalho com amor e dedicação todos os dias”, acrescentou. 

HOMENAGEM

O trabalhador enfatizou que o grande momento de sua vida profissional ocorreu em 2004, quando foi homenageado pelo Rotary Club de Paranaguá. “Eu nem imaginava que a calçada que eu limpava todos os dias era de uma das pessoas ligadas ao Rotary. Certa vez, ela chegou para mim e disse: você vai ser homenageado por causa do serviço bem feito que realiza em nossa cidade. Fiquei muito emocionado quando recebi o certificado de honra ao mérito, pois eu acho que o trabalho deve ser sempre bem feito, e feito com amor”, contou.  

Outro grande momento que ele citou aconteceu no ano passado quando foi chamado pelo prefeito Marcelo Roque para conhecer o gabinete. 
 

Continuar lendo
Publicidade

Em alta