conecte-se conosco

Trabalho

Oferta de vagas de emprego temporários cresce no final de ano em Paranaguá

Associação Brasileira do Trabalho Temporário estima que Paraná deve abrir mais de 32 mil vagas temporárias

Publicado

em

Agência do Trabalhador destaca possibilidade de vaga temporária se tornar efetiva 

Com a chegada de novembro, recebimento de parcela do 13.º salário e proximidade com as festividades de final de ano, empresas e comércios de Paranaguá e do litoral oferecem vagas de emprego temporários para os cidadãos, visto o aumento do consumo por parte da sociedade e a necessidade de atender a esta demanda. Os postos, mesmo que provisórios, são bem-vindos, principalmente com a taxa de desemprego no Brasil, que mesmo com queda para 11,9% no trimestre registrada em setembro pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), ainda atinge 12,5 milhões de brasileiros. 

Segundo dados da Associação Brasileira do Trabalho Temporário (ASSERTTEM) e Caixa Econômica Federal, este final de 2018 deve ocorrer um crescimento de 10% nas vagas de emprego temporárias se comparado ao último quadrimestre de 2017. De acordo com a entidade, mais de 435 mil novos postos de trabalho temporário serão ofertados neste final de ano, sendo o Natal a principal época de aquecimento do setor. A associação destaca que o Paraná é o segundo Estado do Brasil com maior expectativa de abertura deste tipo de vaga de serviço: 32.172 postos abertos no final de ano, uma alta de 7,41% no Estado se comparado ao fim de 2017. São Paulo é o Estado líder do ranking, com mais de 114 mil vagas de trabalho abertas.

INTERMÉDIO PARA OFERECER VAGAS EM PARANAGUÁ

De acordo com Fernando Leite de Farias Neto, gerente da Agência do Trabalhador de Paranaguá, a oferta de empregos temporários é algo recorrente a partir de outubro devido às festividades de final de ano. “A Agência do Trabalhador faz uma busca pelas vagas de emprego ofertadas pelas empresas atacadistas e varejistas. Ainda não é possível mensurar a quantidade de vagas, pois estamos em fase de captação dessas oportunidades”, explica.

Farias Neto afirma que é possível que uma vaga temporária se torne algo mais estável. “Depende muito do candidato e da empresa, mas existe a possibilidade desta vaga temporária se tornar efetiva”, acrescenta, ressaltando que a abertura destes postos de trabalho colabora consequentemente no crescimento da economia local, com a geração de renda a estes trabalhadores do comércio e de empresas de Paranaguá. 

“É importante lembrar que a Agência do Trabalhador é uma intermediação de mão de obra, ou seja, não somos nós que colocamos os pré-requisitos nas vagas. O empregador determina os requisitos necessários para a vaga de emprego em sua empresa”, finaliza o gerente da Agência do Trabalhador. 

Continuar lendo
Publicidade