Logotipo

Nova diretoria da Federação Nacional dos Estivadores toma posse em Paranaguá

14 de setembro de 2018

Everson Farias, secretário do Sindestiva, foi empossado como delegado da região sul do FNE

Compartilhe

José Adilson Pereira assumiu presidência da FNE. Everson Leite de Farias, secretário do Sindestiva, foi empossado como delegado da Federação para o Sul do Brasil

Na noite de quarta-feira, 12, no auditório do Hotel Camboa, em Paranaguá, tomou posse a nova diretoria da Federação Nacional dos Estivadores (FNE). José Adilson Pereira assumiu a presidência da entidade para o quadriênio 2018-2022, ressaltando em seu discurso a simbologia da sua posse em Paranaguá, que apresenta uma importância ímpar para o setor portuário nacional e foi um dos municípios onde ele iniciou a sua luta sindical nos anos 90. O presidente do Sindicato dos Estivadores de Paranaguá e Pontal do Paraná (Sindestiva) e da Intersindical, João Antonio Lozano Baptista, destacou a honra de ser o anfitrião da posse e da Plenária Nacional das três maiores federações do setor portuário no País, frisando a importância do secretário do Sindestiva, Everson Fernando Leite de Farias, ter sido eleito e tomado posse como delegado do FNE para o Sul do Brasil.

A mesa de honra foi formada pelo presidente da  Intersindical de Paranaguá e do Sindicato dos Estivadores de Paranaguá (Sindestiva), João Lozano, o agora ex-presidente da FNE, Wilton Ferreira Barreto, o presidente empossado da FNE, José Adilson Pereira, o presidente da Federação dos Arrumadores e Conferentes (Feconvib), Mário Teixeira, o presidente da Federação Nacional dos Portuários (FNP), Eduardo Lírio Guterra, representante do Ministério Público do Trabalho (MPT), Dr. Augusto Meirinho, o diretor-presidente da Federação Nacional dos Operadores Portuários (Fenop), Sérgio Aquino, o presidente do Sindicato dos Operadores Portuários do Estado do Paraná (Sindop), Edson Cezar Aguiar, bem como representantes da Federação Internacional dos Trabalhadores em Transportes (ITF) e do Conselho Internacional de Trabalhadores Portuários (IDC) do Brasil, Espanha, Chile e Estados Unidos.

O presidente empossado da FNE, José Adilson Pereira, ressaltou sua experiência de 20 anos como presidente do Sindicato dos Estivadores do Espírito Santo, que é um dos modelos para todo o País na luta por direitos dos trabalhadores e relação democrática com o setor patronal. “Organizamos pesadamente a mão de obra avulsa na busca de qualidade, responsabilidade e eficiência”, explica, trabalhando conjuntamente por convenções coletivas positivas. 

“O resultado deste trabalho com foco social positivo nos fez vir a ser presidente da FNE. Queremos organizar a mão de obra no Brasil, coordenar as negociações com o banco de dados para que todos possam trabalhar, enfrentar o vínculo empregatício e melhorar a qualidade de mão de obra”, destaca.

“Tenho uma relação histórica com o Porto de Paranaguá e com os trabalhadores daqui. Ainda menino viemos aqui com o Movimento Nacional em Defesa dos Portos, após isso passamos por várias plenárias e atividades com os trabalhadores. O Sul do País para nós é muito importante, estar em Paranaguá foi a consolidação de aprofundar a importância da região na questão trabalhista-portuária, pois a economia está muito pesada no Sul e Sudeste e Paranaguá é o centro disso”, explica. 

Mesa foi composta para dar posse à nova diretoria do FNE

REPRESENTANTE LOCAL NA DIRETORIA DO FNE

O presidente da Sindestiva e Intersindical, João Lozano, afirmou que a nova diretoria, com o presidente José Adilson, colaborará com sua experiência frente ao Espírito Santo, que é modelo para todo o Brasil. “Vamos tentar trazer isto para toda a categoria perante a FNE. Todos os dias acontecem coisas que vêm prejudicar os estivadores em torno do vínculo empregatício e da terceirização, que saiu agora. Nos preocupa muito. Estamos confiando nesta nova diretoria”, acrescenta. 

“Paranaguá está sendo contemplada também, com o secretário do Sindicato, Everson Farias, que foi empossado como delegado do Sul do FNE. Quando acontecer algum problema teremos relação direta com ele, que pode chamar o presidente. Ele estará perto de nós e em prol da categoria”, destaca. 

“Toda esta nova diretoria está assumindo estes cargos sem salário, algo que temos que tirar o chapéu, porque a situação que o Brasil se encontra é preocupante. Esta terceirização nos pegou de surpresa, estamos muito preocupados, ainda mais com o cenário das eleições no Brasil. Paranaguá e a Estiva de todo o Brasil estão com muita esperança com esta nova diretoria do FNE”, destacou o secretário do Sindestiva, Everson Farias, empossado como delegado do FNE para a região Sul do Brasil, destacando a satisfação pelo momento. 

“Recebemos aqui bases do Brasil inteiro na Plenária e na posse. É uma satisfação grande termos recebido este evento, algo que fomenta a cidade e nos informa o que está acontecendo nacionalmente em todos os sindicatos, buscando soluções para os problemas. Para mim ter sido nomeado como delegado do Sul do Brasil é uma extrema satisfação, seguindo esta nova política do FNE de desmembrar com delegados para várias regiões do País. Com isso, o presidente terá uma melhor flexibilidade para se deslocar enquanto realizamos este trabalho”, explica.

De acordo com Farias, ele delegará funções do FNE perante as Estivas de Paranaguá e Pontal do Paraná, Antonina, São Francisco, Itajaí, Imbituba, Porto Alegre e Rio Grande, abrangendo os Estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. “Iremos interagir com estas bases, assim poderemos auxiliar e apoiar constantemente. Farei parte também do Conselho Fiscal da nova diretoria do FNE. Ficamos felizes. É um trabalho com seriedade e transparência e assim as coisas vão vindo no momento certo”, complementa o secretário do Sindestiva e delegado da região Sul do FNE.

Presidente do Sindestiva e Intersindical, João Lozano, ressalta honra de Paranaguá sediar a posse da FNE e expectativa positiva com nova diretoria

115 ANOS DO SINDESTIVA

Sobre o aniversário do Sindestiva de 115 anos, celebrado na Plenária na quinta-feira, 13, com trabalhadores de todo o Brasil e junto à FNE, Feconvib e FNE, o presidente da entidade, João Lozano, destacou a honra de estar frente ao sindicato. “Não são 115 dias, são 115 anos de história. O Sindestiva é um dos mais antigos do Brasil. Quero aqui parabenizar toda a diretoria e toda a família estivadora por esta data”, ressalta o líder sindical.

O secretário do Sindestiva, Everson Farias, afirma que a celebração do aniversário deixou o evento ainda mais forte. “Fizemos um coquetel na parte da manhã no Sindestiva com nossos estivadores. Somos o segundo sindicato mais antigo do Brasil, com 115 anos de história. A Estiva de Paranaguá é um patrimônio do município. Quero aqui parabenizar todos os nossos associados que estiveram comemorando conosco esta data. É uma satisfação muito grande estar contribuindo com nossa categoria cada vez mais”, finaliza. 


Presidente da FNE, José Pereira, destacou importância de Paranaguá para o setor portuário nacional e como centro logístico do Sul do País

Colunistas