Logotipo

14 de março de 2019

Tecnologia aliada à saúde

Quando um Estado está disposto a avançar em saúde, tecnologia e inovação, potencializando suas forças com a área acadêmica, é sinal de que novidades podem surgir nos próximos anos. O Governo do Paraná anunciou na quarta-feira, 13, que está reorganizando a estrutura do Tecpar (Instituto de Tecnologia do Paraná), uma organização de extrema importância ao Estado sob diversos aspectos. O objetivo é que o Paraná tenha níveis de primeiro mundo em tecnologia e inovação, ajudando o Estado a promover qualidade de vida à população.

O primeiro dos aspectos que o Tecpar se destaca é pelo fato de possuir um laboratório com 80 anos de experiência e ser o responsável por fornecer medicamentos ao Sistema Único de Saúde (SUS). Além de concorrer em editais do Ministério da Saúde para fornecimento de medicamentos e outros produtos. Esta área de atuação é forte em três plataformas tecnológicas no Paraná, localizadas em Maringá, Curitiba e Ponta Grossa.

O Tecpar ainda produz vacinas veterinárias, medicamentos para humanos voltados ao tratamento de câncer, artrite e até de doenças raras. Neste ano, por exemplo, o Instituto anunciou que tem avançado no desenvolvimento de pesquisas de remédios para o tratamento do linfoma de Hodgkin, um tipo de câncer que se origina nos gânglios do sistema linfático. Após este estudo, será possível fazer o pedido de registro e, desta forma, ser fornecido a pacientes brasileiros pelo SUS.

Que nos próximos anos, os paranaenses possam observar mais novidades vindas do Tecpar. Afinal, avanços na área da saúde são sempre bem-vindos porque são capazes de trazer mais conforto para aqueles que necessitam de um medicamento, no qual o custo, muitas vezes, não cabe no orçamento familiar. A qualidade da saúde pública no Brasil depende muito dos esforços dos governantes, mas o incentivo, pelo Estado e sociedade de forma geral, a pesquisas científicas dispostas a solucionar problemas e a salvar vidas é essencial. Que com mais investimentos e valorização da tecnologia, espera-se que o Paraná seja projetado ao País como referência na prevenção e tratamento de doenças.

Compartilhe

Colunistas