conecte-se conosco

Segurança

BPMOA realizou 33 operações aéreas no litoral em 10 dias de Operação Verão

Casos de afogamento são atendidos em peso pelo BPMOA, que pede para que turistas se banhem exclusivamente em locais com postos ou assistidos pelos guarda-vidas (Foto: BPMOA)

Publicado

em

Resgate e remoção aeromédica foram as principais ocorrências atendidas 

Iniciada no dia 20 de dezembro de 2019, com prosseguimento até 1.º de março de 2020, a operação “Verão Maior”, realizada pelo Governo do Estado no litoral do Paraná, com foco principal nos municípios que concentram o maior número de turistas, é essencial para reforçar a estrutura de segurança e saúde aos moradores e visitantes. Nesse sentido, o Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA), que neste ano mudou sua base para uma área central do litoral no balneário Praia Grande, em Matinhos, é essencial para operações de salvamento aquático, remoções aeromédicas, bem como prestando apoio integrado à Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), Polícia Militar do Paraná (PMPR), Corpo de Bombeiros do Paraná e outras forças estatais. 

De acordo com o comandante do BPMOA, tenente-coronel Júlio Cesar Pucci dos Santos, em cerca de 10 dias iniciais de Operação Verão 2019-2020, o batalhão realizou 33 operações aéreas no litoral. Entre elas estão: busca aquática (4), busca terrestre (2),  plataforma de observação (1), remoção aeromédica (5), resgate aeromédico (7), ronda na faixa litorânea (3), salvamento aquático (3), apoio a operações policiais programadas e eventos (2), cumprimento de mandado (1), plataforma de observação policial (3), coleta de imagens (1) e translado (1). 

“Nosso efetivo total durante cada dia na operação Praia é composto por piloto, co-piloto, dois resgatistas, um segurança da nossa base, um militar que faz o abastecimento com nosso caminhão de combustível e mais a nossa equipe de saúde cedida pela Secretaria de Estado da Saúde (SESA) que é um médico e um enfermeiro. Totalizamos oito pessoas por dia de serviço na base do BPMOA do litoral com uma aeronave à disposição”, afirma o comandante. 

ENCAMINHAMENTO DAS VÍTIMAS

Segundo o tenente-coronel Pucci, a integração com a SESA, Corpo de Bombeiros do Paraná, Polícia Militar do Paraná (PMPR) e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) é importante e estratégica em prol da população. “Isso se faz necessário para o melhor atendimento da vítima. Quando nós somos acionados, seja pelo SAMU ou Corpo de Bombeiros, paralelamente ao nosso acionamento nós já vamos trabalhando onde tem vaga em hospital para receber esta vítima”, detalha. “Se é uma vítima de afogamento, dependendo do grau de complexidade, a probabilidade é de ela ir diretamente ao Hospital Regional do Litoral (HRL) em Paranaguá, pois ali eles têm uma estrutura especializada para receber essas vítimas”, acrescenta. 

O comandante do BPMOA, tenente-coronel Júlio Cesar Pucci dos Santos, destaca que equipe de oito profissionais e uma aeronave está à disposição diariamente da população no litoral (Foto: BPMOA)

“Se a vítima atendida tiver sofrido um trauma, entre eles advindo de acidentes automobilístico, queda, ferimento por arma branca ou arma de fogo, normalmente para o hospital referência no litoral é o HRL. Caso o estado da vítima seja muito complexo, às vezes, se faz necessário o transporte a Curitiba e Região Metropolitana ao Hospital do Rocio, Cajuru, enfim. É sempre um serviço coordenado com os órgãos em prol do bem-estar da vítima”, ressalta o comandante do BPMOA.

MUDANÇA DE BASE

De acordo com o tenente-coronel Pucci, a mudança da base do BPMOA de Guaratuba para o balneário Praia Grande, em Matinhos, foi algo importante em prol da agilidade no atendimento em uma área mais central do litoral, algo possível graças à cessão de uma área pelo prefeito Ruy Hauer. “Ele disponibilizou uma área maravilhosa atrás da UPA Praia Grande. Isso foi importante, pois em Guaratuba nós estávamos mais colocados no extremo sul do nosso litoral, agora estamos mais centralizados, isso, estrategicamente, facilita o atendimento das ocorrências. Temos a promessa desse terreno ser doado ao BPMOA, se isso ocorrer será uma base fixa, teremos a nossa casa, onde poderemos construir uma estrutura para acomodar a aeronave e os tripulantes”, acrescenta. 

“É importante também por estarmos atrás de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), pois qualquer caso clínico, seja um infarto, um AVC, ou qualquer situação anormal, que venha a chegar à UPA e eles não tenham condições de atender, nós estamos ali com nossa equipe médica, com uma UTI aérea à disposição e, se for necessário, fazer o transporte desta vítima para um hospital de maior complexidade. Na verdade, a mudança de base só teve ganhos ao BPMOA e para a população que mora ou frequenta o litoral paranaense”, ressalta o comandante. 

AVISOS À POPULAÇÃO

"Quando nós somos acionados, seja pelo SAMU ou Corpo de Bombeiros, paralelamente ao nosso acionamento nós já vamos trabalhando onde tem vaga em hospital para receber esta vítima”, detalha o comandante do BPMOA, tenente-coronel Júlio Cesar Pucci dos Santos

O tenente-coronel solicita que turistas do litoral apenas se banhem em áreas protegidas por guarda-vidas nos municípios litorâneos. “O risco é muito grande de estar fora de área protegida. Que todos procurem os guarda-vidas e seus postos e se banhem lá”, acrescenta. “Quero também agradecer à pessoa do Dr. Abreu da 1.ª Regional de Saúde (1.ª RS) da SESA, ao prefeito Ruy Hauer e secretário de Saúde de Matinhos, Claudir, e de Obras, Patrícia, pois foi graças a essas pessoas que acolheram a nossa causa de mudança de base e na possibilidade de em tempo recorde fazermos esta estrutura segura e adequada para o BPMOA atuar no balneário Praia Grande”, acrescenta, destacando a importância de superar as burocracias com ação positiva por parte de pessoas públicas.

“Desejamos da família BPMOA a toda a população que mora ou frequenta o litoral do Paraná um excepcional 2020 e que tenhamos uma temporada maravilhosa”, finaliza o comandante do BPMOA, tenente-coronel Júlio Cesar Pucci dos Santos. 

Continuar lendo
Publicidade

Em alta