Logotipo

Padre destaca sentimentos a serem ressaltados na Páscoa

30 de março de 2018

Padre Emerson Zella afirmou que este é um momento de reflexão sobre o amor de Deus pela humanidade

Compartilhe

Momento simboliza a paixão, morte e ressurreição de Cristo

A celebração da Páscoa é considerada pela Igreja Católica como a maior festa dos cristãos. O domingo de Páscoa finaliza a Semana Santa, com a ressurreição de Jesus. O padre Emerson Zella, da Catedral Diocesana Nossa Senhora do Rosário, destacou os verdadeiros sentimentos desta época que precisam ser lembrados pelos cristãos.

Segundo o padre, a Páscoa é a maior festa da fé. “Nela celebramos um mundo novo trazido pela paixão, morte e ressurreição de Cristo. Nosso maior inimigo, a morte, foi derrotado e celebramos a vida eterna que Cristo veio nos trazer”, explicou padre Emerson.

A Semana Santa também é um momento de reflexão profunda sobre o amor de Deus pela humanidade. “Como diz o Evangelho de São João: “Deus amou tanto o mundo que nos enviou o seu Filho não para condenar o mundo, mas para que o mundo seja salvo por ele”. Condenados à morte por nossos pecados pela paixão, morte e ressurreição de Cristo somos resgatados da morte eterna e com Cristo ganhamos uma vida nova. A morte é derrotada pelo amor obediente de Cristo que mesmo não tendo pecado, se fez pecado, assumindo nossos crimes e morrendo no nosso lugar e pela sua ressurreição trouxe vida para todos os que Nele creem”, frisou padre Emerson.

A preparação dos católicos para este momento tão importante acontece no convite para olhar a vida de Cristo e suas obras e a buscar o arrependimento dos pecados e a conversão. “Nesse sentido, temos na Igreja o Tempo da Quaresma que nos motiva a nos prepararmos para a Páscoa através das obras de misericórdia, sobretudo, pelo jejum, pela esmola e pela oração”, lembrou padre Emerson.

ÉPOCA DE RENOVAÇÃO

A Páscoa é época de renovação, tal sentimento que pode ser aplicado no cotidiano de cada pessoa. “Somos todos pecadores e como tais encontramos em Cristo o nosso Salvador. Ele veio ao mundo para nos amar e nos ensinar a amar. Na Páscoa, celebramos a demonstração sublime de seu amor ao morrer por nós. Com a sua ressurreição nos devolveu a vida e a esperança”, disse padre Emerson.

Acima de tudo, a festa da Páscoa é a celebração da vida e vida em abundância. “Cristo Vivo é para nós a Verdadeira alegria, pois com Ele temos renovada nossa esperança que nos ajuda a abraçarmos nossa cruz a cada dia, a lutarmos contra as forças da morte presente em nossa sociedade. Na Páscoa, professamos intensamente a certeza de que não estamos sozinhos, mas que Deus está ao nosso lado vivo e que nos oferece uma vida plena ao seu lado”, concluiu padre Emerson.

Programação da Semana Santa nas paróquias

PARÓQUIA SÃO JOÃO BATISTA

Na sexta-feira, 30, a via sacra será realizada da matriz até a igreja de São João Maria Vianney, às 5h30. Aqueles que quiserem se confessar, podem comparecer à matriz de São João Batista entre 8h30 e 12h. A celebração da Paixão de Cristo acontece às 15h, na matriz São João Batista.
No sábado, haverá missa às 20h. Para o domingo de Páscoa, missas acontecem às 8h e às 20h.

SANTUÁRIO ESTADUAL DE NOSSA SENHORA DO ROCIO

No dia 30, Sexta-Feira Santa, a programação será mais extensa, com liturgia da Paixão de Cristo, às 15h, Via sacra às 18h e procissão do Senhor Morto, às 19h. Ainda na sexta-feira, às 20h, haverá a encenação na Paixão de Cristo, organizada em uma parceria com a Prefeitura de Paranaguá. No sábado, 31, haverá procissão da ressurreição às 19h, e Vigília Pascal. No domingo de Páscoa, 1.º de abril, as missas serão realizadas às 8h30, 11h30 e 19h.

PARÓQUIA NOSSA SENHORA DOS NAVEGANTES

Na sexta-feira, 30, haverá celebração às 14h e, no sábado, às 19h30. No domingo de Páscoa, as missas acontecem às 10h e às 19h30. Toda a programação será presidida pelo padre Binu Joseph.

CATEDRAL DIOCESANA

Na sexta-feira, haverá o beijo na cruz às 15h. No Sábado de Aleluia, a missa será às 19h30. O domingo de Páscoa terá missas às 7h, 10h, 18h e 19h30.

PARÓQUIA SÃO CRISTÓVÃO

Na Sexta-Feira Santa, a celebração será às 15h, no Sábado de Aleluia, missa às 20h e no domingo de Páscoa, 1.º de abril, às 19h30.

IGREJA DE SÃO FRANCISCO DAS CHAGAS

Na sexta-feira, às 14h, tem Via Sacra e, às 15h, a celebração da Paixão de Cristo. O Sábado de Aleluia será celebrado às 17h com vigília pascal. No domingo de Páscoa, as missas acontecem às 11h e às 17h, sendo que pela manhã haverá a bênção dos alimentos e chocolates e procissão com o Santíssimo.

NOSSA SENHORA DA PAZ

Na Sexta-Feira Santa, 30, haverá celebração na matriz, às 16h. Já no sábado, 31, as missas acontecem às 19h30 na capela Aparecida e na matriz Nossa Senhora da Paz. No domingo de Páscoa, as missas serão realizadas às 8h na matriz e na capela Nossa Senhora de Fátima, às 10h na capela Bom Jesus, às 18h, na capela Aparecida e às 19h30, na matriz.


 



Colunistas