Logotipo

Com decisão do TRE-PR, Marquinhos Roque permanece como vereador

26 de fevereiro de 2019

“Tribunal Regional Eleitoral do Paraná suspendeu o cumprimento da decisão até que seja julgado o recurso de embargos”, informa o advogado de Marquinhos Roque, Luiz Gustavo.

Compartilhe

O Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) concedeu na segunda-feira, 25, uma liminar ao vereador Marquinhos Roque, presidente da Câmara de Paranaguá, para que permaneça no cargo até que sejam julgados os recursos impetrados pelo edil.

Vereador Marquinhos Roque pode permanecer no cargo até que sejam julgados os recursos

O advogado Luiz Gustavo de Andrade, que defende o vereador Marquinhos Roque no processo, enfatiza que a decisão de perda de mandato está suspensa até o julgamento do recurso de embargos.  “O TRE suspendeu o cumprimento da decisão até que seja julgado o recurso de embargos. Isso significa que Marquinhos continua por enquanto no cargo. Depois cabe recurso ao TSE em Brasília, e Marquinhos irá recorrer se for preciso”, explica o advogado Luiz Gustavo.

“Tribunal Regional Eleitoral do Paraná suspendeu o cumprimento da decisão até que seja julgado o recurso de embargos”, informa o advogado de Marquinhos Roque, Luiz Gustavo 

Foto: Rodrigo Fonseca

 

CASO

Trata-se de ação pela qual João Mendes Filho postula a decretação da perda de mandato eletivo de Marcus Antonio Elias Roque em razão da sua alegada desfiliação do MDB, partido pelo qual se elegeu. O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Paraná havia decidido na tarde de segunda-feira, 18, pela perda do mandato do vereador e presidente da Câmara Municipal de Paranaguá, Marcus Antonio Elias Roque, no referido processo.

 

Colunistas