Logotipo

Suspeito de estelionato é encaminhado para a Delegacia

14 de março de 2019

Um homem de 23 anos, morador em São Paulo, foi encaminhado por policiais militares, na tarde de quarta-feira, 13, por volta das 13h30, para a Delegacia da Polícia Civil, acusado de estelionato.

Compartilhe

Um homem de 23 anos, morador em São Paulo, foi encaminhado por policiais militares, na tarde de quarta-feira, 13, por volta das 13h30, para a Delegacia da Polícia Civil, acusado de estelionato.

De acordo com a polícia, uma mulher de 71 anos, entrou em contato com a central 190 e relatou ter sido vítima de um suposto golpe. Ela estava em casa, na Vila São Vicente, quando recebeu uma ligação de uma operadora de cartão de crédito. Do outro lado da linha, a suposta funcionária da empresa queria confirmar uma compra realizada em uma loja de departamentos e uma tentativa de saque em dinheiro, as duas transações somariam mais de R$ 2.000,00 mil. Diante da negativa das operações com o cartão, a atendente pediu para a mulher digitar no teclado do telefone, a senha do cartão, que na sequência, seria bloqueado. Nervosa, a senhora digitou os números.

A funcionária da empresa disse que um rapaz passaria na casa da mulher para recolher o cartão do banco, em um envelope lacrado. Horas depois, um homem chegou na residência para fazer o procedimento. A mulher, que havia contado a situação para familiares, se negou a entregar o cartão. O rapaz disse que era funcionário de uma empresa terceirizada e deixou o local em um táxi, que ficou parado nas proximidades.

Um parente da mulher, o qual presenciou toda a situação, reconheceu o rapaz, que estaria hospedado em um hotel na área central.

Com o apoio de equipes da Polícia Militar, o suspeito foi localizado e encaminhado para a 1.ª SDP – Subdivisão Policial de Paranaguá, para esclarecer a situação.

 

Colunistas