Logotipo

Polícia Civil prende quatro suspeitos de assaltar residência e loja de móveis em Paranaguá

13 de março de 2018

Ação da Polícia Civil obteve êxito no cumprimento de mandado de prisão preventiva de quatro suspeitos por assaltos em Paranaguá neste ano

Compartilhe

Na tarde de segunda-feira, 12, a 1.ª Subdivisão Policial de Paranaguá (1.ª SDP) efetivou a prisão preventiva de quatro indivíduos suspeitos de terem cometido assaltos a estabelecimento comercial e residência em Paranaguá. Geovane Mendes Simão, de 25 anos, e Rodrigo Corrêa da Rosa, de 30, que já estava preso na 1.ª SDP, tiveram mandado de prisão preventivo cumprido por assalto a uma loja de móveis, assim como Alisson Gomes, de 18 anos, e Dan Eldor Madsen, de 19, por roubo à residência de uma proprietária de restaurante na cidade. 


Segundo o delegado-adjunto da 1.ª SDP, Nilson Diniz, o assalto à residência teria sido cometido pelos suspeitos Alisson e Dan no dia 19 de janeiro.

“Na oportunidade vitimaram uma empresária proprietária de um restaurante da cidade. No momento em que ela chegou em casa, por volta das 23h30, estes dois indivíduos, junto com um adolescente, estavam no interior do imóvel e renderam a proprietária. Praticaram o fato com violência excessiva, ameaças, subtraindo vários bens da vítima”, comenta Diniz, destacando que também havia uma adolescente de “guarda” no lado de fora do imóvel. 


Primeiramente, a adolescente do lado de fora foi identificada pela Polícia Civil, algo que permitiu, por meio da investigação, coletar  indícios de autoria e apurar quem seriam os outros responsáveis, sendo que a 1.ª SDP entrou com pedido de mandado de prisão preventiva na Justiça. “Tão logo os pedidos foram expedidos, as equipes foram designadas para o cumprimento do mandado judicial”, explica o delegado, algo que ocorreu na tarde de segunda-feira, 12. Um adolescente que estava com a dupla continua sendo procurado pelas equipes

ASSALTO EM FEVEREIRO

Geovane e Rodrigo são suspeitos do assalto a uma loja de móveis de Paranaguá no dia 26 de fevereiro e, menos de 15 dias após o crime, a Polícia Civil obteve êxito no cumprimento de mandado de prisão preventiva da dupla.  “Nas oitivas com diversas testemunhas e análise de imagens, chegou-se à conclusão de que teriam sido autores o Rodrigo e o Geovane, na companhia de um irmão do Geovane que seria adolescente. Enquanto Geovane estava do lado de fora em um veículo VW Gol de cor dourada, os dois indivíduos ingressaram na empresa e subtraíram os valores que seriam utilizados para pagamento dos funcionários”, explica Diniz.
Após isso, antes mesmo de ser expedido o mandado de prisão preventiva, a Polícia Militar prendeu Geovane por posse irregular de arma de fogo. “Hoje foi cumprido mandado de prisão preventiva em razão do cometimento do roubo à loja, mas o Geovane já se encontrava preso pelo porte de arma de fogo. Após amplo trabalho da 1.ª Subdivisão Policial por meio de seus agentes, Rodrigo foi preso na segunda-feira, 12, sendo então apresentado junto com Geovane no cumprimento de mandado de prisão preventiva no bairro Porto dos Padres onde diligências foram realizadas”, explica o delegado. O adolescente participante do assalto está sendo procurado pela Polícia Civil.

AÇÃO RÁPIDA DA POLÍCIA CIVIL

“Isto é uma resposta rápida da Polícia Civil, demonstrando que serão feitas continuamente ações contra o roubo de estabelecimentos comerciais e residências em Paranaguá. As denúncias estão chegando. O cidadão de bem está auxiliando a Polícia Civil. Existe o canal 181, serviço de Narcodenúncia, onde os dados do denunciante são mantidos em sigilo. Esta denúncia chega à 1.ª Subdivisão na seção de investigação, que confirma a procedência da informação. Peço à população para que continue repassando estas informações que estão sendo utilizadas e o resultado é isso que vocês estão vendo, a prisão destes autores que estão vitimando pessoas de bem de Paranaguá”, finaliza o delegado-adjunto, Nilson Diniz. 

Colunistas