Logotipo

Dupla é presa acusada de tráfico de entorpecentes na Vila São Vicente

11 de outubro de 2018

Todo o material apreendido foi encaminhado para a 1.ª SDP. Até uma máquina de cartão foi encontrada dentro da residência abordada

Compartilhe

Policiais militares e guardas civis municipais prenderam na noite de terça-feira, 9, na Rua Cajá, na Vila São Vicente, Luiz Arthur Batista, de 35 anos, e Julio Cesar Luz de Oliveira, de 37, acusados de envolvimento com o tráfico de entorpecentes.
Denúncias anônimas apontaram uma casa na região, que estaria sendo usada para a comercialização de entorpecentes e, ao checar a informação recebida, as equipes do Serviço de Inteligência da PM flagraram um casal comprando drogas.
Os dois foram abordados nas proximidades e dentro da bolsa que a mulher de 39 anos carregava, os policiais encontraram 8 buchas de crack. Ela disse que comprou a droga de um homem conhecido como “Luizinho”.

 

MANDADOS

Imediatamente, as equipes foram até a residência e com o apoio de guardas civis municipais o local foi abordado. No imóvel, seis homens foram abordados, entre eles, Luiz Arthur Batista, proprietário da residência, e Julio Cesar Luiz de Oliveira. Ao verificar o sistema da SESP – Secretaria Estadual de Segurança, os policiais constataram que contra Julio Cesar havia dois mandados de prisão em aberto. Um expedido pela 1.ª Vara Criminal de Paranaguá e o outro pela 4.ª Vara Criminal de Curitiba. 

 

ENTORPECENTES

Ao realizar buscas dentro da residência, as equipes encontraram dois pacotes plásticos com mais de 150 gramas de cocaína. No banheiro, dentro de um ralo, foram localizados dois pedaços de maconha. No forro de um dos cômodos, os policiais e guardas encontraram duas balanças de precisão. Foram apreendidos ainda 6 aparelhos celulares, 6 cartões bancários, 2 câmeras de monitoramento, 1 kit para limpeza de armas, correntes, pulseiras e anéis de origem duvidosa. 

 

MÁQUINA DE CARTÃO

Além do entorpecente, as equipes encontraram dentro da casa, material usado na preparação e comercialização da droga, como facas e um rolo de papel alumínio. Até uma máquina de cartão foi apreendida.
Diante dos fatos e do material apreendido, todos os envolvidos foram encaminhados para a Delegacia da Polícia Civil, onde as providências cabíveis foram adotadas.  Julio Cesar Luz de Oliveira ficou recolhido na carceragem da unidade policial, à disposição da Justiça. 

Colunistas