Logotipo

Atropelamento e colisão frontal matam dois homens nas estradas estaduais do litoral

13 de janeiro de 2020

Duas primeiras mortes registradas em estradas estaduais, no litoral, aconteceram no domingo, 12.

Compartilhe

A Polícia Rodoviária Estadual registrou no domingo, 12, dois graves acidentes de trânsito, que terminaram na morte de dois homens no litoral do Estado. Foram os primeiros óbitos registrados pela PRE, em estradas que cortam a região este ano.

PR-412

Na madrugada de domingo, por volta da 1h30, equipes da Polícia Rodoviária Estadual, que atuam no Posto Coroados, foram acionadas na altura do KM 18, na região conhecida como Bela Vista, em Guaratuba, para atender uma colisão frontal envolvendo uma motocicleta e um caminhão.

No local, os policiais constataram a morte do piloto da motocicleta, um homem de 34 anos.

De acordo com a PRE, o piloto da motocicleta teria perdido o controle do veículo em uma curva e invadido a pista contrária, batendo de frente com um caminhão guincho que seguia pela rodovia. Ele morreu no local.

O corpo de Claudio Alessandro de Paiva foi encaminhado para o Instituto Médico Legal de Curitiba.

 

 

PR-407

Também no domingo, 12, agora por volta das 21h, a equipe que estava no Posto de Praia de Leste, da Polícia Rodoviária Estadual, foi acionada para atender um atropelamento na região de Paranaguá, da PR-407.

Nelson de Avelar, de 53 anos, morador no Jardim Esperança, foi atropelado na altura do KM 08 e morreu no local.

O motorista que conduzia o veículo que atropelou a vítima não parou para prestar socorro nem acionou as equipes de emergência.

No local onde o atropelamento aconteceu, os policiais encontraram um carro parado no acostamento. De acordo com familiares da vítima, o veículo pertencia a Nelson. O homem pode ter sido atropelado, logo após parar o automóvel naquele ponto da rodovia e descer.

As causas e as circunstâncias do atropelamento serão apuraras pela PRE.

O corpo de Nelson de Avelar, de 53 anos, foi recolhido ao Instituto Médico Legal de Paranaguá, onde passou por exames complementares. Familiares estiveram na sede do órgão e reconheceram o corpo, que foi liberado para velório e sepultamento.

Esta foi a segunda morte em estradas do litoral no fim de semana.


Colunistas