Logotipo

Testes para condutores foram remarcados pelo Detran devido à greve

07 de junho de 2018

Ciretran de Paranaguá e de Guaratuba reagendaram 50 testes de cidadãos do litoral que não puderam comparecer a exames por causa da greve

Compartilhe

Em todo o Paraná, 3,5 mil exames foram reagendados sem custo

A paralisação dos caminhoneiros, realizada do dia 21 até o dia 31 de maio, afetou inúmeros serviços públicos oferecidos pelo Estado, entre eles os do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran/PR) na realização de testes práticos e teóricos para obtenção ou renovação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Muitos cidadãos não puderam se deslocar até o local dos exames, devido à falta de combustível, transporte público ou outras complicações advindas da greve. De acordo com o Detran, essas pessoas estão tendo suas provas reagendadas para esta semana e as próximas, sem os problemas de deslocamento causados pela paralisação dos caminhoneiros.

"Os agendamentos foram mantidos aos candidatos que podiam se deslocar. Aqueles que tiveram impossibilidade de deslocamento puderam ligar para os Centros de Formação de Condutores, clínicas ou Ciretran avisando da impossibilidade de comparecimento, e reagendar seu compromisso sem custo para outra data", informa a assessoria do Detran Paraná.

De acordo com o órgão, os motoristas que tiveram prejuízos no comparecimento aos testes devido à greve, não terão que pagar nenhum custo para a paralisação. Ainda segundo a assessoria do Detran, cerca de 3,5 mil exames foram cancelados ou reagendados em todo o Paraná. "Dos quais, aproximadamente, 50 nas Circunscrições Regionais de Trânsito (Ciretrans) de Guaratuba e Paranaguá", informa.

ENTREGA DE DOCUMENTOS

Apesar de todos os transtornos causados pela greve em vários órgãos públicos do Estado, o Detran afirma que o impacto no atendimento nos Ciretrans e na sede do Detran em Curitiba não foi sensível, visto a capacidade alta de atendimento nos multicanais de atendimento, entre eles o site do órgão. Além disso, o atendimento de parceiros do Detran, entre eles clínicas, autoescolas e despachantes, contribuiu para agilizar o atendimento em conjunto. "A normalidade de entrega de documentos já ocorreu na própria segunda-feira, 4", finaliza a assessoria.

Colunistas