conecte-se conosco

Natal

Idoso já escreveu 800 poesias e sonha com celular de presente de Natal

Seu Luiz passou a vida transformando os sentimentos em versos.

Publicado

em

Luiz Carlos Niz está prestes a completar 70 anos e há sete meses tomou uma decisão que mudou sua vida: foi morar no asilo. A ideia surgiu para espantar a solidão na quitinete em que morava em Paranaguá.

Natural de Curitiba, veio para o litoral na década de 1980 para trabalhar na viação graciosa onde atuou por uma década como gerente do setor de encomendas. Depois juntamente com um amigo ajudou a abrir uma transportadora. Seu Luiz precisou se afastar do trabalho em virtude de problemas de saúde.

Divorciado há 4 anos e pai de 5 filhos, decidiu viver juntamente com outros idosos para ter com  quem conversar. “Engana-se quem pensa que é um lugar de solidão e tristeza. Pelo contrário. Estamos sempre recebendo visitas e fazendo novos amigos, independente de religião todos trazem amor aqui para dentro. Recebo também a visita dos filhos. Não tenho vontade de voltar a morar sozinho”, contou. 

Antes de estar no asilo, sua vida era também voltada para o esporte. Participava com assiduidade dos jogos de futebol na AABB. Aliás o esporte sempre fez parte de sua vida. Em Curitiba, ele teve uma vida de atleta, passando pelos times Santa Quitéria, Novo Mundo, Capão Raso, Iguaçu de Santa Felicidade e outros, competindo pela suburbana.

Em meio ao trabalho e ao esporte, nunca deixou de escrever, sendo este o seu maior hobby. Seu Luiz possui inúmeras pastas com mais de 800 poesias datilografadas. “Escrevo desde os 20 anos. Ultimamente passei a escrever bem mais porque finalmente agora tenho mais tempo e as lembranças do passado estão aflorando  trazendo inspiração. Trabalhei muito em minha vida, foram 55 anos diretos, praticamente sem férias. Agora estou descansando”, ressaltou.

 “Agora estou aproveitando mais a vida, descansando conversando com as outras pessoas. Tenho mais tempo para ouvir e ser ouvido, escrever e descansar. Vivo  com uma pequena aposentadoria, é o suficiente para mim. Mas não me possibilita comprar um celular para poder digitar meus poemas e manter contato com outras pessoas. Ter um celular é meu sonho, atualmente”, destacou.

Um dos versos de seu poema exposto nas paredes do asilo diz: “Eu quero ficar só. O tempo passa. A noite chega. As horas se foram e os dias sumiram. Eu quero ficar só….”

Continuar lendo
Publicidade

Em alta

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.