Connect with us

Meio Ambiente

Porto de Paranaguá simula atendimento a vazamento de óleo

Foram utilizadas quatro embarcações, equipamentos de recolhimento, barreiras de contenção e barreiras absorventes (Foto: Claudio Neves/ Portos do Paraná)

Publicado

em

Ação envolveu diversos departamentos do porto, autoridades e agentes ambientais

A empresa pública Portos do Paraná, através de sua Diretoria de Meio Ambiente, promoveu um simulado de atendimento a vazamento de óleo. A ação envolveu diversos departamentos do porto, autoridades e agentes ambientais. O objetivo foi aprimorar ainda mais o serviço, para que a contenção do óleo em caso de atendimento a uma situação real aconteça de forma coordenada, rápida e eficiente.

Para o presidente da Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia da Silva, a avaliação da ação foi extremamente positiva. “Tivemos participação de diversas diretorias, repartições e áreas de atuação em diferentes frentes de ação junto ao porto. Um problema ambiental envolve todo porto”.

O diretor de Meio Ambiente da Portos do Paraná, João Paulo Ribeiro Santana, explicou que a ação faz com que as pessoas comecem a se apropriar da ideia de que um exercício simulado é muito importante. “Serve para que todos tomem propriedade para si da responsabilidade da sua área de atuação, promovendo o atendimento de forma mais rápida e eficiente possível, para minimizar o máximo o impacto ambiental em decorrência de um eventual caso real que possa acontecer”.

Para Santana, mesmo tendo atendido a ocorrência de forma rápida, foi possível identificar pequenos ajustes que podem ser feitos para que essa resposta seja ainda mais rápida.

De acordo com André Wolinski, coordenador de operações da Albriggs, empresa contratada para defesa ambiental, os simulados são previstos no plano de emergência individual do porto, e servem para atestar a sua eficiência. “É um privilégio participar de um simulado com tantos profissionais e departamentos envolvidos, eu só tinha visto isso em empresas petrolíferas, em porto é a primeira vez”, afirmou Wolinski.

A OPERAÇÃO

Bambolês com isopores foram lançados ao mar, com objetivo de simular uma mancha de óleo. Com situação adversa, de maré baixa, chuva e vento sul de cerca de 20km/h, os bambolês se deslocaram mais rápido que o óleo se deslocaria, o que deixou o cenário da simulação mais crítico. “Foi preciso agir rápido para evitar o contato de óleo na costa, que não aconteceu.”, salientou Wolinski.

OS EQUIPAMENTOS

Foram utilizadas quatro embarcações, equipamentos de recolhimento, barreiras de contenção e barreiras absorventes. Também foi montada sala de gerenciamento de crise, com suporte de diversos equipamentos necessários, como mapas náuticos, computadores, rádios comunicadores, entre outros.

Participaram da ação a Presidência, Diretoria de Meio Ambiente, Diretoria de Operações, Asscom, Guarda Portuária, Funespar com quem o porto mantém convênio para o atendimento à ocorrência de fauna oleada e pessoal de ação de atendimento à prontidão ambiental da Allbrigs. Além disso, é realizado simulação de informação da ocorrência com órgãos externos, tais como Ibama e IAP.

 

Fonte: AEN

Continuar lendo
Publicidade

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.