Logotipo

Missa em Ação de Graças comemora os 166 anos da Capitania dos Portos do Paraná

01 de outubro de 2019

Celebração foi presidida pelo bispo dom Edmar Peron, e teve a presença de autoridades civis e militares.

Compartilhe

Uma missa em ação de graças abriu as comemorações dos 166 anos da Capitania dos Portos do Paraná. A celebração aconteceu no Santuário de São Francisco das Chagas na manhã de terça-feira, 1.º. 

A celebração foi presidida pelo bispo dom Edmar Peron e pelo reitor do santuário, padre André Buchmann. Autoridades civis e militares e membros da comunidade participaram do ato religioso. A missa também contou com a participação do coral composto por oficiais temporários da Marinha. 


O bispo dom Edmar falou sobre a importância da celebração. “Nós estamos comemorando 166 anos da instalação da Marinha no Paraná. Isso nos ajuda a compreender que todos os esforços são necessários em uma sociedade para o bem da população. Quando a gente reza missa não estamos dizendo que a Marinha toda tem que ser católica. Dizemos que há comunhão entre nós e esta organização do Estado pode dar muitos frutos para uma cidade e para a nação. Acho importante celebrarmos juntos em uma ocasião como esta, a Eucaristia”, ressaltou. 
O capitão dos Portos do Paraná, Capitão de Mar e Guerra, Rogério Antunes Machado, destacou que a data é um momento de agradecimento. “Estamos agradecendo pelos 166 anos de aniversário de criação da Capitania dos Portos do Paraná. Nada mais importante que começar o dia agradecendo a Deus, invocando as bênçãos divinas. Temos que agradecer o trabalho e toda proteção divina recebida ao longo destes 166 anos. Pedimos para que as bênçãos de Deus continuem em nossa capitania, para que a gente siga nosso trabalho em prol da segurança da navegação”, apontou. 


O padre André Buchmann falou sobre o momento de agradecimento e união. “Nós ficamos muito contentes por estarmos celebrando 166 anos da Capitania dos Portos do Paraná, a qual foi criada por determinação de Dom Pedro II. Hoje estamos aqui celebrando essa data especial com a presença do capitão dos portos, Rogerio Machado, que veio do Rio de Janeiro, é católico e congregado Mariano, sempre muito interessado pelas coisas da nossa cidade. Ele já está bem adaptado a Paranaguá, por isso é uma alegria podermos dar os parabéns a todos que trabalham na Marinha e a todos aqueles que também têm um relacionamento com a Capitania”, enfatizou. 
A programação dos 166 anos da instituição inclui também atividades internas e externas. Uma delas é um torneio de futebol de salão no período de 4 a 26 de outubro no Ginásio Joaquim Tramujas, envolvendo diversas equipes representantes de órgãos que atuam no setor de segurança.  


 


Colunistas