Logotipo

Lancha da Capitania conduzirá imagem de Nossa Senhora dos Navegantes na procissão marítima

31 de janeiro de 2020

Cortejo de embarcações irá percorrer o Rio Itiberê a partir da Ilha dos Valadares, assim como aconteceu em 2019.

Compartilhe

Pelo segundo ano consecutivo, a lancha “Albacora”, da Capitania dos Portos do Paraná, conduzirá a imagem de Nossa Senhora dos Navegantes durante Procissão Marítima em honra à santa pelo Rio Itiberê, em Paranaguá. O cortejo de embarcações vai iniciar às 10h de domingo, 2, após a celebração da Santa Missa, que vai ser presidida pelo Bispo de Paranaguá, Dom Edmar Peron, e contará com a presença de autoridades municipais e estaduais, conforme a programação da 52.ª Festa de Nossa Senhora dos Navegantes, que acontece desde o dia 24 de janeiro. Após a procissão marítima, as comemorações encerram com almoço seguido de shows e premiações.

A imagem de Nossa Senhora sairá da paróquia na Ilha dos Valadares até o Rio Itiberê, quando será embarcada na “Albacora”. A lancha da CPPR conduzirá a procissão até a Ilha da Cotinga acompanhada de fiéis em lanchas e em embarcações de transporte de passageiros. A programação prevê o regresso do cortejo para a Ilha dos Valadares.

Equipes de Inspeção Naval vão acompanhar o deslocamento dos barcos

Desde 2018, a Capitania lidera a procissão marítima. Equipes de Inspeção Naval em outras embarcações vão acompanhar o deslocamento dos barcos participantes a fim de garantir a segurança da navegação. A intenção é ordenar o cortejo para prevenir acidentes durante o trajeto. A Seção de Inspeção Naval da CPPR realiza ainda a verificação prévia da documentação dos barcos de transporte de passageiros para atestar a regularidade da documentação e das condições de segurança.

O Capitão dos Portos do Paraná, Capitão de Mar e Guerra Rogerio Antunes Machado, destacou a importância da Marinha do Brasil estar presente nas procissões marítimas em prol da salvaguarda da vida humana. “Um evento deste porte envolvendo dezenas de embarcações sempre traz riscos por haver um grande número de pessoas embarcadas em uma área restrita. Vamos agir para auxiliar a navegação de todos os fiéis para que todos possam apresentar as homenagens à padroeira dos marítimos de maneira tranquila e ordenada".

 

Da Assessoria da Capitania

Fotografia: Capitania dos Portos do Paraná


Colunistas