Logotipo

Capitania dos Portos qualifica 30 aquaviários na Ilha das Peças para realizar transporte de passageiros

23 de agosto de 2019

Capitão dos Portos do Paraná, CMG Rogerio Machado, realizou a entrega dos certificados do Curso ESEP.

Compartilhe

A Capitania dos Portos do Paraná (CPPR) qualificou no mês de maio 30 aquaviários moradores na Ilha das Peças, no município de Guaraqueçaba, no litoral paranaense, para realizar transporte de passageiros em navegação interior. O Curso Especial de Segurança de Embarcações de Passageiros (ESEP) foi ofertado para contribuir para a segurança da navegação, a salvaguarda da vida humana no mar e a prevenção da poluição hídrica na região da Baía de Paranaguá, área de tráfego marítimo intenso para pescadores de comunidades insulanas e para os navios que atracam no Porto de Paranaguá.

Os moradores na Ilha das Peças tiveram acesso de forma gratuita ao curso para qualificá-los a conduzir embarcações escolares, de turismo ou de travessia, empregadas na navegação interior e de apoio portuário. A exigência necessária é que os alunos já fossem habilitados como aquaviários em uma das diferentes categorias previstas nas Normas da Autoridade Marítima da Diretoria de Portos e Costas (DPC).

Após as aulas teóricas e práticas, os alunos que concluíram o curso receberam o certificado entregue pelo Capitão dos Portos do Paraná, Capitão de Mar e Guerra Rogerio Antunes Machado. A cerimônia de conclusão do ESEP foi realizada no dia 10 de agosto na própria Ilha das Peças. “A oferta do curso ESEP para os moradores em ilhas no Litoral do Paraná é uma das maneiras da Capitania dos Portos cumprir a missão de promover a segurança da navegação na nossa área de jurisdição. Os 30 aquaviários podem, a partir de agora, realizar o trânsito de pessoas em pequenas embarcações de forma mais consciente e segura a partir desta formação. Nós empregamos os próprios militares da Capitania para realizarem as aulas e garantir o acesso da comunidade da Ilha das Peças a qualificação necessária para o transporte de passageiros”, afirmou o Capitão dos Portos.

 

Da Assessoria da Capitania

Foto: Capitania dos Portos do Paraná

 


Colunistas