Logotipo

Capitania dos Portos do Paraná forma 28 novos Moços de Convés para a Marinha Mercante

05 de novembro de 2018

A cerimônia de formatura do Curso de Moço de Convés aconteceu na sede da CPPR .

Compartilhe

A Capitania dos Portos do Paraná (CPPR) formou, no dia 31 de outubro, 28 novos Moços de Convés, profissionais habilitados para trabalhar na Marinha Mercante em atividades de atracação e desatracação, limpeza, pintura e serviços rotineiros em embarcações comerciais. Os aquaviários foram capacitados para serem tripulantes de embarcações com arqueação bruta igual ao superior a 500 toneladas e empregadas na navegação em mar aberto. A cerimônia de formatura aconteceu na sede da CPPR com a presença de familiares dos formandos e marcou a conclusão do curso, realizado entre os meses de maio e outubro.

Além das aulas teóricas, os Moços de Convés cumpriram 352 horas de estágio no Programa de Instrução no Mar (PIM). Os alunos tiveram a oportunidade de exercer os conhecimentos práticos do curso em duas empresas de navegação, que atuam no litoral do Paraná. Para isto, foram ofertadas aulas com instruções de segurança, técnicas de sobrevivência pessoal, prevenção e combate a incêndios, primeiros socorros e responsabilidades sociais.

O formando Ronaldo Luiz Armitrano agradeceu aos militares da Marinha do Brasil as aulas e disponibilidade do curso. “Foi uma das melhores turmas, a qual tive a oportunidade de participar. Seremos gratos aos militares e instrutores do Curso de Moço de Convés.” O formando Paulo Henrique dos Santos Jacinto Ribeiro foi premiado com um livro por ter tido o melhor desempenho nas aulas práticas e teóricas.

O Capitão dos Portos do Paraná, Capitão de Mar e Guerra Germano Teixeira da Silva, destacou que a atribuição da Marinha é garantir a segurança da navegação nas águas jurisdicionais brasileiras e a formação de mão de obra qualificada é um dos objetivos da CPPR.

“Para nós é uma honra formar mais uma turma de Moços de Convés. O desenvolvimento econômico e social da região Leste do Paraná, em especial dos municípios litorâneos, passa pela navegação marítima de nossa costa por pessoas capacitadas e preparadas para a atividade marinheira. Os novos aquaviários podem contribuir, a partir de agora, para o aumento da consciência marítima na população paranaense ao difundir os conhecimentos do curso de Moço de Convés“, afirmou.

Da Assessoria da Capitania

Colunistas