Logotipo

Maçonaria

Por Yassin Taha, deputado federal, Loja Maçônica Perseverança.

PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA - 15 de Novembro

15 de novembro de 2019

Já falamos aqui que a Maçonaria é uma instituição essencialmente filosófica, filantrópica, educativa e progressista, que atualmente está presente em 174 países em todo o mundo. A Maçonaria muito tem feito para o bem comum no mundo todo.

A Proclamação da Independência do Brasil, a Revolução Francesa, a Independência dos Estados Unidos, são alguns movimentos sociais promovidos pela Maçonaria ao longo de sua existência. Com o ideal revolucionário, a instituição ganhou amplitude em todo o planeta, passando a ter bastante influência política.

Em 1889, insatisfeitos com o Governo Imperial de Dom Pedro II, um grupo de maçons liderados pelo marechal Manuel Deodoro da Fonseca, resolveu promover um movimento republicano, com o objetivo de derrubar a monarquia constitucional parlamentarista do Império do Brasil.

Sendo assim, em 15 de novembro de 1889, o marechal Deodoro da Fonseca e seus principais estrategistas articularam um golpe militar que culminou na Proclamação da República. Com o golpe foi instaurada a forma Republicana Federativa Presidencialista do Governo do Brasil.

A proclamação ocorreu na Praça da Aclamação (atual Praça da República), na cidade do Rio de Janeiro, então capital do Império do Brasil, destituindo o imperador Dom Pedro II, e banindo toda a família imperial do Brasil, assim como todos os principais políticos favoráveis à monarquia constitucionalista parlamentarista.

Foi instituído, neste mesmo dia 15, um governo provisório republicano. Faziam parte desse governo, organizado na noite de 15 de novembro de 1889, o marechal Deodoro da Fonseca como presidente da república e chefe do Governo Provisório; o marechal Floriano Peixoto como vice-presidente; como ministros, Benjamin Constant Botelho de Magalhães, Quintino Bocaiuva, Rui Barbosa, Campos Sales, Aristides Lobo, Demétrio Ribeiro e o almirante Eduardo Wandenkolk, todos eles membros regulares da Maçonaria Brasileira.

Declarou D.Pedro II antes de sair do País:

“A vista da representação escrita, que me foi entregue hoje, às 3 horas da tarde, resolvo, cedendo ao império das circunstâncias, partir, com toda a minha família, para a Europa, deixando esta Pátria, de nós tão estremecida, à qual me esforcei por dar constantes testemunhos de entranhado amor e dedicação, durante quase meio século em que desempenhei o cargo de chefe de Estado. Ausentando-me, pois, com todas as pessoas de minha família, conservarei do Brasil a mais saudosa lembrança, fazendo os mais ardentes votos por sua grandeza e prosperidade. Hoje, sinto que minha jornada aqui neste plano está bem próxima do fim. Quando a minha hora chegar, irei me curvar perante Deus, o rei de todos os reis, e agradece-lo do fundo do meu coração, pela honra de ter nascido brasileiro.”

 

Yassin Taha

Dep.Federal Loja Perseverança GOB

Fotos

Compartilhe