conecte-se conosco

Litoral

Estado investe R$ 8 milhões na Ilha do Mel

Ideia é melhorar ainda mais os atrativos e a qualidade de vida no local

Publicado

em

O turista que chega à Ilha do Mel nesta temporada consegue ver a diferença já no desembarque. O Governo do Estado está investindo R$ 8 milhões para melhorias na infraestrutura da ilha, que inclui a instalação de trapiches flutuantes em Encantadas e Nova Brasília, dragagem dos canais de acesso aos trapiches e reforço na coleta de lixo. A ideia é melhorar ainda mais os atrativos e a qualidade de vida no local, beneficiando moradores e turistas.

Estão sendo feitas obras de revitalização da Praça de Alimentação e da Praça Central de Encantadas, além de limpeza dos canais, reforma das passarelas existentes e no Receptivo de Turistas de Nova Brasília. Estão previstas, ainda, a construção do receptivo de Encantadas e reforço na coleta de lixo, além de mirantes, passarelas e projetos de acessibilidade.

São feitas obras de revitalização da Praça de Alimentação e Praça Central de Encantadas, além de reforma das passarelas e no Receptivo de Turistas

A estrutura existente para embarque e desembarque na ilha já não dava mais segurança aos turistas e moradores. Os trapiches foram instalados há 20 anos e sofriam com a ação do tempo e da maresia, causando riscos para as pessoas. Os flutuantes são temporários e ficarão disponíveis para a atracação das embarcações até a construção dos novos trapiches, que já foram licitados e serão instalados com recursos da empresa pública Portos do Paraná.

Segundo destino turístico do Paraná, atrás das Cataratas do Iguaçu, a Ilha do Mel é considerada prioritária para o Governo do Estado e para o Ministério do Turismo e recebe cerca de 300 mil visitantes por ano. 

Atrativos 

A Ilha do Mel guarda alguns tesouros que são únicos no litoral do Paraná. Os principais são a Fortaleza Nossa Senhora do Prazeres, Patrimônio Histórico da União, construída em 1770 para proteger a Baía de Paranaguá de possíveis ataques de inimigos da Coroa Portuguesa; o Farol das Conchas, construído em meados do século 19 e que tem uma vista privilegiada de toda a ilha; e a Gruta de Encantadas; além de trilhas no meio da Mata Atlântica que chegam a belas praias.

Esses atrativos, aliados à tranquilidade que o local oferece, são valorizados com o investimento na infraestrutura, destaca Paulo Sérgio Nogueira, coordenador da Ilha do Mel pelo IAT.

“Há muita circulação de pessoas durante o dia e muitas pousadas estão com lotação máxima até o Carnaval. O turista que vem quer ter a tranquilidade de desembarcar com segurança e estar em um local estruturado”, diz.

É o que afirma a professora Eliana Marechal, que faz parte de um grupo de 14 pessoas que veio de São Paulo para visitar a Ilha do Mel. “Percebemos que há fiscalização dos barcos e policiamento. Gostamos muito de conhecer o local, tanto que meu cunhado veio para cá ano passado e este ano convidou mais pessoas para conhecer. É um sossego para quem gosta de paz e tranquilidade”, conta.

Moradoras do interior de São Paulo, a professora Viviane Borda e a artesã Ângela Maria Castilho foram pela primeira vez à Ilha do Mel e gostaram do passeio. “Eu nunca tinha vindo a uma ilha, foi uma ótima experiência”, diz Viviane. “Tem uma estrutura muito boa, com praias limpas e organizadas. Achamos tudo muito lindo”, acrescenta Ângela.

Ocupação

Novas ações estão previstas para serem implantadas neste ano, visando à qualificação do turismo e preservação ambiental. Com a revisão do plano de manejo da ilha, que alterou a capacidade de carga das trilhas e prevê o controle de visitação, o IAT e a prefeitura de Paranaguá estudam agora a modelagem para o Uso Público e Turismo do Parque Estadual da Ilha do Mel, que vai definir as regras de ocupação do solo.

A Ilha do Mel tem 98% de sua área voltada à proteção ambiental e abriga duas categorias de unidades de conservação: o parque estadual e a estação ecológica, que protegem uma área remanescente da Mata Atlântica.

“O investimento feito na ilha reflete diretamente nas unidades de conservação, que integram a reserva da biosfera do Largamar, um título dado pela Unesco à região que engloba o litoral Norte do Paraná e o litoral Sul de São Paulo e que é de extrema importância para a conservação da biodiversidade”, diz Andreguetto.

“Apenas uma parte dela é destinada à ocupação e visitação. Todo o uso do solo, o que pode ou não fazer no local, precisará atender ao que está previsto no plano de manejo e seguir regras ambientais para preservação do bioma”, explica.

Transporte aquaviário

O transporte aquaviário do litoral, que até agora não estava regulamentado, também passará por revisão, que dará mais segurança no transporte de passageiros e vai permitir a fiscalização de todas as embarcações.

Isso inclui táxis náuticos, barcos que promovem passeios no litoral e as embarcações que seguem para a Ilha do Mel, saindo tanto de Pontal do Sul como de Paranaguá, e também para outros destinos da região, como Guaraqueçaba, Superagui e Ilha das Peças.

“Será feito um chamamento público para confirmar as empresas e cooperativas que fazem o transporte aquaviário e definir regras para garantir mais segurança ao usuário”, diz Nogueira. “Também vamos regulamentar os trapiches, que terão normas de uso por parte dos barqueiros”.

[videofacebook]2430071863975759[/videofacebook]

Fonte: AENPPR / Fotos: Arnaldo Alves/AENPR

Continuar lendo
Publicidade

Em alta

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.