Logotipo

Instituto Histórico e Geográfico de Paranaguá

Dia Internacional da Mulher

09 de março de 2019

O dia 8 de março é comemorado como o “Dia Internacional da Mulher”. A data que foi oficializada pela ONU em 1975, foi criada com o objetivo de relembrar e reiterar as lutas sociais, políticas e econômicas das mulheres. No entanto, a origem dessa comemoração remonta as reinvidicações, greves e manifestações de mulheres operárias que protestaram por equiparação salarial e melhores condições de trabalho.

Como reitera a socióloga Eva Blay, no século XIX e início do século XX, o trabalho fabril era realizado por homens, mulheres e crianças, com jornadas de trabalho que duravam até 16 horas.  Uma das primeiras propostas de criar um dia da mulher surgiu na Europa, quando a alemã Clara Zektin propôs na Conferencia Internacional das Mulheres Socialistas a criação de um movimento sindical e socialista dedicado à questão das mulheres. 

Nos Estados Unidos, o movimento de trabalhadores também era intenso. No ano de 1903, formou-se em solo norte-americano a Women’s Trade Union League, primeira associação nacional dedicada à organização de mulheres trabalhadoras. Na Rússia, a data teve origem no começo do século passado, em 1917, quando trabalhadoras realizaram uma greve exigindo melhores condições de trabalho, além de protestar contra a participação do país na Primeira Guerra Mundial e apoiar a derrubada do Czar Nicolau II. Essas manifestações também marcaram o início da Revolução Russa.

Tantos anos de luta garantiram direitos fundamentais, contudo ainda existe um cenário muito desigual a ser combatido.  A luta que as mulheres travam nos dias atuais se dá pela igualdade de gênero, equiparação salarial, luta contra o assédio, contra o feminicídio. Lutamos ainda por respeito, pelo direito de escolha, de reconhecimento no trabalho, na ciência e de reconhecimento da sociedade em geral.  A luta, ela é o símbolo da comemoração do dia internacional da mulher, uma data que serve para nos lembrar das mulheres e, relembrar que em todos os dias do ano devemos reconhecer as suas batalhas diárias, respeitá-las e nos unirmos pela igualdade.

Priscila Onório Figueira

Fotos

Compartilhe