conecte-se conosco

Instituto Histórico e Geográfico de Paranaguá

Brasílio Itiberê

Ao longo do mês de julho, o Instituto se propõe a destacar na coluna artigos dedicados a grandes personalidades locais, especificamente, aquelas que se destacaram na música. Começamos nosso primeiro artigo com a trajetória do músico e diplomata Brasílio Itiberê.

Publicado

em

Ao longo do mês de julho, o Instituto se propõe a destacar na coluna artigos dedicados a grandes personalidades locais, especificamente, aquelas que se destacaram na música. Começamos nosso primeiro artigo com a trajetória do músico e diplomata Brasílio Itiberê.

Brasílio Itiberê da Cunha nasceu na cidade de Paranaguá, no dia primeiro de agosto, do ano de 1846. Seu contato com a música aconteceu no âmbito familiar, através de sua irmã Maria Lourença, que o introduziu  nas primeiras lições de piano. Os primeiros anos de sua vida Brasílio Itiberê passou em Paranaguá, contudo, mais tarde, mudou-se para Curitiba para cursar os estudos secundários, visto que naquela época os mesmos ainda eram inexistentes em Paranaguá. Posteriormente, mudou-se para São Paulo para prestar exames. Em 1866, recém-aprovado na Faculdade de Direito,o jovem pianista amador começa a revelar suas primeiras composições. Ao longo do curso de Direito, Brasílio conviveu e participou intensamente da vida política. Entre seus colegas de curso incluíam-se personalidades tais como, Ruy Barbosa, Afonso Pena, Rodrigues Alves e Castro Alves.

m 1869, aos 23 anos de idade, compôs uma de suas obras mais lembradas e comentadas “A Sertaneja”, obra que trazia material da tradição musical popular. Após se formar, seguiu mudança para o Rio de Janeiro. Consta que Itiberê teria encontrado a Princesa Isabel em concerto realizado para  a compra de cartas de alforria. Neste concerto, teria surgido o convite para que o pianista comparecesse à reunião da Quinta da Boa Vista, ocasião em que apresentou algumas de suas obras à Corte Imperial. Nesta ocasião também, ocorreu a aproximação entre Itiberê e o Imperador Dom Pedro II, que encantando com o talento do jovem pianista lhe ofereceu um emprego oficial, no corpo diplomático. Itiberê exerceu seu posto em diversos países tais como Itália, Peru, Bélgica, Paraguai e Alemanha. Retornou ao Brasil várias vezes, sobretudo, em período de férias para visitar sua família em Paranaguá. Sua volta definitiva, às margens do rio que leva seu sobrenome, ocorreu apenas após seu falecimento, no ano de 1913. A vontade do artista era a de repousar em sua cidade natal, desejo que expressou aos familiares antes de seu falecimento.

O músico deixou cerca de 60 obras e, até nos dias atuais, a qualidade e característica popular de suas composições são estudadas e executadas. Um artista que deixou um grande legado e que em sua época chamou atenção pela sua veia artística. Para aqueles que desejam conhecer mais sobre a vida e as composições de Brasílio Itiberê da Cunha, podem consultar a obra “Brasílio Itiberê, vida e obra” publicado pela fundação cultural de Curitiba.

Priscila Onorio Figueira

Continuar lendo
Publicidade

Em alta

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.