Logotipo

Instituto Histórico e Geográfico de Paranaguá

88 anos de história

28 de setembro de 2019

“Paranaguá tem a prerrogativa de ser o primeiro município fundado no Paraná, fato que se deu através de Carta Régia, de 29 de julho de 1648. Antes que se organizasse o núcleo, que deu origem à sociedade parnanguara, há milênios, neste mesmo litoral, habitou o Homem do Sambaqui, tratando-se de uma raça extinta, sem que pouco ou quase nada se saiba sobre ele. Mais tarde, foi a vez do povo Carijó, do grupo Tupi-Guarani, que a exemplo da anterior, é raça também extinta: desta feita, pelas mãos do desbravador português, que os capturou para trabalho escravo. Com o tempo, os que sobraram miscigenaram-se com brancos e negros africanos, resultando em outro elemento étnico, o caiçara. Desde 1549, a costa litorânea paranaense já era conhecida e habitada pelo branco europeu. Pelo menos é o que consta no relato do náufrago alemão Hans Staden, registrado em livro. Foi-se efetivando uma povoação, e em 1578, segundo consta, existia uma pequena capela sob a invocação de Nossa Senhora do Rosário.

Em 1614, Diogo de Unhate, tabelião em São Vicente, obteve a primeira sesmaria em terra paranaense, localizada entre os rios Ararapira e Superagui. Em 1640 Gabriel de Lara, que passou para a história como o "capitão-povoador", chegou a Paranaguá, sendo que após seu estabelecimento, fez erguer o Pelourinho em 6 de janeiro de 1646, símbolo máximo da justiça e do poder lusitano. Neste mesmo ano Gabriel de Lara anunciou descobrimento de ouro em Paranaguá. Com esta notícia, iniciou-se oficialmente o ciclo da mineração aurífera no Paraná, e até mesmo do Brasil Colônia, e antes que se iniciasse regularmente a procura pelo ouro vil, o Governador-Geral do Rio de Janeiro nomeou um Administrador e Provedor para o seu desenvolvimento, pesquisa de novas jazidas e defesa fiscal dos quintos reais, em nome d'El Rey...”

Quanta história! Marcos em pedra de Cantaria, Objetos do Povo Indígena, O Pelourinho, Canhão de Navio Francês que naufragou na baía de Paranaguá, Documentos Históricos, Obras de Arte, Arte Sacra e diversos objetos que fazem parte do acervo, comprovam visualmente o relatado acima.

Fundado em 26 de setembro de 1931, o Instituto Histórico e Geográfico de Paranaguá (IHGP) completa, neste mês de setembro, 88 anos de fundação, e se mantém sim, com muita luta, amor e dedicação de seus pares, como um dos principais guardiões da cultura, história e geografia de Paranaguá e do Estado do Paraná, recebendo a visita de turistas e sendo uma fonte de pesquisa não só para os paranaenses, mas para acadêmicos e professores de várias regiões do Brasil e outros países.

Para celebrar a data será realizada uma reunião festiva no dia 30 de setembro, às 19h, no auditório do Museu de Arqueologia.

Viva os 88 Anos de História do IHGP.

Fotos

Compartilhe