Connect with us

Infraestrutura

Viaduto do KM-5 da BR-277 em Paranaguá será entregue em maio pelo DER-PR

Estrutura terá 900 metros de extensão, seis metros de altura e 7,6 de largura e conta com investimento de R$ 12,7 milhões da APPA

Publicado

em

Fase atual é de implantação de estrutura de aço para posterior concretagem da laje superior

O novo viaduto que está sendo construído com recursos da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (APPA) em convênio com o Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR) deve ser entregue em maio de 2019. A informação foi trazida pelo DER-PR na quarta-feira, 23, sendo que atualmente as obras no espaço estão em fase de implantação de estruturas de aço para posterior concretagem da laje superior do viaduto, algo que já deve ocorrer na próxima semana. 

“Estruturas de aço estão sendo lançadas para que, na sequência, a concretagem da laje superior seja realizada – o que deve acontecer na próxima semana. Também o aterro do Ramo 200 está em fase final e, após o seu término, camadas de pavimentos serão colocadas”, afirma a assessoria do DER-PR. “A finalização da obra está prevista para o mês de maio de 2019”, complementa.

Segundo o ente do Estado, as filas que se formam no local das obras decorrem dos desvios estabelecidos para execução da benfeitoria, algo que é totalmente sinalizado e exige atenção por parte dos motoristas. “Normalmente, essas filas têm em torno de 150 metros de extensão, o que é considerado normal. Isso se deve aos cruzamentos e/ou quando da descarga de material da obra, o que se dá de forma rápida e não causa maiores complicações ao tráfego”, destaca a assessoria.

Segundo denúncias de possível insegurança no KM-5 da BR-277, no local das obras que ocasionam filas pontuais, o DER-PR afirmou que tal informação não era de conhecimento do departamento. “Entretanto, por ser um tema sensível, uma solicitação de apoio nesse sentido será feita à Superintendência da PRF/PR, uma vez que se trata de uma rodovia federal”, explica. 

Obras foram iniciadas em julho de 2018 e atual fase é de implantação de vigas de aço para posterior concretagem

Na última semana, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Polícia Militar do Paraná (PMPR) afirmaram que no trecho não houve nenhuma ocorrência de roubo ou furto registrada durante a execução das obras. Além disso, as autoridades destacam que realizam patrulhamento contínuo na BR-277, em trabalho integrado com a Guarda Civil Municipal (GCM) e APPA.

EXECUÇÃO DAS OBRAS E INVESTIMENTO DE R$ 12,7 MILHÕES

Com obras iniciadas no dia 31 de julho, a construção da estrutura garantirá um trânsito mais seguro e ágil onde atualmente fica a rotatória que interliga a via federal às avenidas Ayrton Senna e Bento Rocha, as duas principais portas de entrada de Paranaguá e do Porto. De acordo com a APPA, além do trabalho dos funcionários e do maquinário responsável pela obra, estão sendo feitas ações de conscientização com a comunidade parnanguara para que a obra gere o menor impacto possível na sociedade local. O investimento total no novo viaduto será de R$ 12,7 milhões, provenientes do caixa da APPA.

“A estrutura terá 900 metros de extensão, seis metros de altura e 7,6 de largura”, explica a assessoria da APPA. A empresa que presta os serviços de construção da estrutura foi responsável pela contratação dos funcionários e pelo maquinário da obra, algo que é fiscalizado pelo DER-PR. O Porto de Paranaguá informou que a construção vai atender o aumento do fluxo de veículos projetado com o crescimento da demanda que, de acordo com o Plano de Desenvolvimento e Zoneamento do Porto Organizado (PDZPO) do Porto de Paranaguá, receberá 80 milhões de cargas anuais em 2030. Até 2018, o porto movimentava cerca de 50 milhões de cargas ao ano.

“Esta obra é uma antiga demanda da população parnanguara. O objetivo da construção do viaduto é dar mais agilidade aos motoristas que chegam e saem da cidade pela BR-277 e mais segurança à população que usa aquele trecho, seja de carro ou a pé”, explica a assessoria da APPA. “A obra vai afetar positivamente não só os moradores no entorno da rotatória como todos aqueles que utilizam esta entrada/saída da cidade. Desde o início das obras, tanto na construção do viaduto, quanto na reforma da Avenida Bento Rocha, a APPA vem fazendo um trabalho de comunicação sobre os eventuais bloqueios temporários de pista e sobre os benefícios futuros das ações”, finaliza. 

Continuar lendo
Publicidade

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.