Connect with us

Infraestrutura

Portos conquistam descentralização e investem em obras e meio ambiente

Empresa pública deu continuidade às obras de modernização e ampliação do berço 201. Foto: Arquivo Portos do Paraná

Publicado

em

Com novo posicionamento da marca, a empresa Portos do Paraná foi a primeira do País a ter a gestão descentralizada para arrendamentos portuários, apenas uma de várias conquistas em 2019. Em movimentação, o balanço prévio soma 51,6 milhões de toneladas e 2.319 atracações até esta semana.

Segundo o diretor-presidente da empresa, Luiz Fernando Garcia, a expectativa é alcançar o recorde do ano passado, em que a movimentação somou 53 milhões de toneladas. “Dependemos das condições climáticas, mas nossa previsão é repetir o número”, adianta.

Ele destaca que a eficiência no embarque foi o grande diferencial. O tempo de espera dos navios, desde o anúncio até a chegada ao cais, caiu 26%. Em 2018, as embarcações levavam, em média, 5,4 dias, período reduzido para quatro dias.

OPERAÇÃO

Das 51,6 milhões de toneladas movimentadas até a quarta-feira, 18, as exportações representam 31,82 milhões, superando as importações em cerca de 13,9 milhões de toneladas.

O berço que mais movimentou foi o 213, um dos berços do Corredor de Exportação do Porto de Paranaguá, por onde passaram aproximadamente 7,6 milhões de toneladas, em 126 atracações. O berço registrou produtividade média de 1,15 mil toneladas/hora.

PROJETOS

Além de entregar o novo viaduto na entrada de Paranaguá, com investimentos de R$ 12 milhões, a empresa pública deu continuidade às obras de modernização e ampliação do berço 201, recuperação da Avenida Bento Rocha e nos serviços de dragagem de manutenção continuada. Os valores dessas obras somam R$ 609 milhões.

Para os próximos anos, a Portos do Paraná preparou a restauração e ampliação de capacidade da Avenida Ayrton Senna da Silva, a modernização do Corredor de Exportação, a derrocagem de pedras submersas, recuperação do Píer de Inflamáveis e a execução do sistema de drenagem da faixa portuária. Junto com a iniciativa privada, também estão sendo programadas obras na Avenida Atílio Fontana e a construção de viaduto sobre a ferrovia da Roque Vernalha.

Cuidados com o meio ambiente são intensificados

Foto: Claudio neves/Portos do Paraná

O cuidado com o Meio Ambiente também marcou o ano nos portos paranaenses – a Portos do Paraná foi a única autoridade portuária do mundo a palestrar em evento da COP25, em Madri. O Porto de Paranaguá também se manteve na liderança dos maiores portos do Brasil no Índice de Desempenho Ambiental da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq).

Ao longo de 2019, foram retiradas 1,6 toneladas de lixo de mangues nas regiões do Rocio e Oceania, em Paranaguá, e na Ponta da Pita, em Antonina. Mais de 1,4 mil metros quadrados de manguezais tiveram a vegetação monitorada, além de 469 árvores, bromélias, samambaias, orquídeas e plantas jovens catalogadas.

As equipes da empresa pública navegaram cerca de 1.996 quilômetros para avistamento, identificação e registro de botos e tartarugas. Foram 14.711 aves registradas e 93 espécies identificadas.

“Nós acreditamos que sustentabilidade e o desenvolvimento podem caminhar juntos e investimos para proteger nossa baía e conscientizar as gerações futuras”, destaca o diretor de Meio Ambiente, João Paulo Santana.

Em 12 meses, 5 mil caminhões passaram pelo Teste de Fumaça Preta e a qualidade do ar foi monitorada, mês a mês, em 12 pontos de Paranaguá e em três de Antonina. As medições de nível de ruído somaram 50 horas de avaliação em 21 pontos das duas cidades, noite e dia.

COMUNIDADE

O relacionamento com pescadores foi intensificado. A empresa promoveu Seminários de Pesca em Antonina, Guaraqueçaba, Paranaguá e Pontal do Sul, com a presença de 162 pessoas. Além disso, houve monitoramento de 261 dias de desembarques em sete entrepostos pesqueiros, totalizando 7.511 desembarques vistoriados.

A Portos do Paraná também promoveu 11 oficinas de diagnóstico socioambiental participativo para 137 pescadores de Paranaguá e Antonina, e formou pescadores no curso mecânica náutica, na Vila de São Miguel e na Ilha do Teixeira.

O Programa de Educação Ambiental promoveu aproximadamente 350 diálogos sobre saúde, meio ambiente e segurança com aproximadamente 2,8 mil trabalhadores. Também aconteceram 48 ações de educação ambiental em escolas municipais de comunidades de pescadores artesanais, com 874 participantes.

Para as crianças, o Programa Porto Escola atendeu 2.170 alunos de 38 escolas de Paranaguá e 216 alunos de 10 escolas de Antonina.

Continuar lendo
Publicidade

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.