conecte-se conosco

Infraestrutura

PEC poderá permitir parceria público-privada para construção da ponte de Guaratuba

Proposta irá para análise do CCJ  da Alep (Foto: Correio do Litoral/Ilustração)

Publicado

em

Proposta é do Governo do Estado e começou a tramitar na Assembleia Legislativa na quarta-feira, 11

Na quarta-feira, 11, começou a tramitar na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que prevê alteração da Constituição Estadual, mudança que, caso concretizada, poderá fazer com que o Governo do Estado busque parceria com empresas para construção da ponte entre Guaratuba e Matinhos, ampliando o atual texto, que determina que a benfeitoria deverá ser realizada somente com recursos do pedágio. A mensagem 10/2020, foi assinada pelo governador em exercício na data em questão, o vice-governador Darci Piana, visto que o governador Ratinho Júnior estava em viagem de trabalho aos Estados Unidos, e foi lida em plenário durante sessão plenária.

Segundo a Alep, o texto da PEC pretende alterar redação do artigo 36 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias da Constituição Estadual. “A atual redação prevê que a obra seja paga com recursos provenientes da cobrança de pedágio durante um prazo máximo de 15 anos. Com a alteração prevista na PEC, o Poder Executivo deixa em aberto à administração pública buscar, dentre as possibilidades que lhe são apresentadas no direito administrativo e dentre as condições de financiamento existentes, aquelas que considera mais adequadas para a realização da obra”, explica a assessoria do Legislativo.

“O Governo do Estado poderá promover uma concorrência internacional, abrindo a possibilidade de empresas nacionais ou estrangeiras poder participar do pleito sem precisar cobrar pedágio da população”, afirma o presidente da Alep, deputado estadual Ademar Traiano (PSDB).

Próximos passos

Após ter sido apresentada, a PEC será apreciada pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa Legislativa. “Posteriormente, caso seja acatada pela CCJ, será criada uma Comissão Especial para analisar a proposta. Durante a tramitação pela Comissão Especial, os deputados podem apresentar emendas ao texto do Executivo”, finaliza a Alep.

 

Com informações da Alep

 

Continuar lendo
Publicidade

Em alta

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.