Connect with us

Infraestrutura

Parceria entre a Marinha e Portos do Paraná deve ampliar segurança na navegação

A nova gestão dos Portos do Paraná deve trabalhar em parceria com a Marinha do Brasil para garantir mais segurança na navegação e no tráfego dos navios que operam no Estado.

Publicado

em

A nova gestão dos Portos do Paraná vai trabalhar em parceria com a Marinha do Brasil para garantir mais segurança na navegação e no tráfego dos navios que operam no Estado. A Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa) também atuará em conjunto com a Capitania dos Portos em estudos de dragagens e na adoção de um sistema de calado dinâmico, que pode melhorar o fluxo de cada manobra. 


O tema foi discutido pelo diretor-presidente da Appa, Luiz Fernando Garcia da Silva, em reunião com o comandante do 8º Distrito Naval, vice-almirante Claudio Henrique Mello Almeida; o atual capitão dos Portos do Paraná, capitão de Mar e Guerra Germano Teixeira da Silva; e o capitão de Mar e Guerra Rogério Machado, que assume a Capitania nesta quinta-feira (17).

“Queremos atuar em parceria com a Marinha desde o início dos estudos. O calado dinâmico já está sendo implantado no Porto de Santos e é uma alternativa que otimiza as dragagens e determina qual o calado máximo para cada manobra, de acordo com o tipo do navio, velocidade, movimento das ondas e vento”, explica Luiz Fernando.


Segundo o comandante do 8º Distrito Naval, vice-almirante Claudio Henrique Mello Almeida, a preocupação com segurança deve pautar a relação nos próximos anos. “A expectativa é que, a partir da retomada do crescimento econômico, o pais tenha um aumento da atividade portuária. Assim, devem aumentar também as ações para segurança do tráfego aquaviário”, disse. 

Para o novo capitão dos Portos do Paraná, capitão de Mar e Guerra Rogério Machado, a atuação deve beneficiar todo o Litoral do Estado. “O porto tem uma grande participação no contexto de segurança e melhoria, já tem uma parceria histórica com a Marinha, e agora nós vamos trabalhar juntos para que a região possa crescer”, adianta. 

CRESCIMENTO: No ano passado, 2.322 navios atracaram nos Portos de Paranaguá e Antonina e nos terminais privados que operam no Litoral do Paraná. Para não comprometer a chegada de navios é preciso investir em manutenções periódicas e retirar a areia que vai se depositando no fundo do mar. Além disso, é preciso realizar dragagens de aprofundamento, que aumentam a profundidade em que o navio fica submerso na água – o chamado calado. 

Com investimento de mais de R$ 400 milhões, do Governo Federal, o Canal da Galheta teve o calado ampliado de 15 para 16 metros. As áreas intermediárias passaram a ter 15 metros e a profundidade na baía de evolução chegou a 14 metros. Nos berços de atracação, o calado agora é de 13,8 metros. 

A iniciativa aumentou a capacidade de carga por navio e dá condições de receber embarcações maiores, como porta-contêineres de 368 metros e graneleiros com capacidade de embarque de 100 mil toneladas. Com isso, a estimativa é movimentar 3,8 milhões de toneladas a mais, por ano.

APPA

Continuar lendo
Publicidade

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.