Logotipo

Surf Trip Ilha do Cardoso, 30 amigos um só objetivo

14 de abril de 2018

Grupo foi formado por surfistas, praticante de Wave Ski, stand up paddle, trekking, caiaque e bike alguns de Paranaguá, Guaratuba, Matinhos, Curitiba e até Belo Horizonte

Compartilhe

O ponto de partida é Paranaguá, litoral paranaense. O destino, litoral sul paulista, o Parque Nacional Ilha do Cardoso. Um local ainda muito conservado com flora e fauna em abundância. 


O recorte de rios, cantar dos pássaros, o quebrar das ondas, montanhas, cachoeiras, praias desertas a mata atlântica ocupa 90% de seu território. A simplicidade é uma constante, então não espere nenhum tipo de luxo que seja maior que o contato com a natureza. 
O grupo partiu de Paranaguá por volta das 21 horas, a bordo do barco Eclipse VII, no comando de Willian Dias e Lucas, marinheiros da embarcação. A bordo, 30 amigos com o mesmo objetivo: explorar o local, entre eles: surfistas, praticante de Wave Ski, stand-up paddle, trekking, caiaque e bike. Alguns de Paranaguá, Guaratuba, Matinhos, Curitiba e até Belo Horizonte, para uma aventura de 4 dias. 


“Viajamos à noite toda com um tempo bastante chuvoso, o que torna uma navegação bastante restrita necessitando uma maior atenção durante a viagem, ao entrar na baía de Paranaguá as luzes do porto já ficavam para trás, Guaraqueçaba já aparecia no horizonte e a entrada na baía dos Pinheiros nos tornava mais abrigado, porém com recurso da navegação por aparelhos atenção total, pois logo passaríamos pelo famoso canal do Varadouro, canal este aberto nos anos 50 com pás, posteriormente com a dragagem em média 6km e dividiu a Ilha de Superagui e interligou São Paulo ao Paraná”, segundo Willian Dias comandante da embarcação. 


O silêncio pairava a bordo na madrugada, e com a previsão exata às 6h50, o grupo chega ao Estado de São Paulo. Uma enorme lua sumia entre as nuvens e logo o tão esperado sol. O barco devidamente atracado, cada um com seu equipamento e com destino para explorar o local. “Existe uma enorme faixa de praia deserta com construções abandonadas história e tradições se resgatam, a Ponta do Leste podendo visualizar o Estado do Paraná, a famosa bebida local, a Cataia, para degustar, uma bela cachoeira a explorar a cidade fantasma de Ararapira com muitas histórias e lendas ainda preservadas com o seu único morador totalmente isolado nos diz em bom tom: livre para ser livre”, destacam os aventureiros. 


Chega a hora de voltar e, por volta das 10h de domingo, o grupo partiu com destino ao Paraná. A típica foto da galera geral era esperada, no centro da comunidade lembranças para sempre vão ficar como relata o surfista Marcelo Chaves. “Umas das melhores experiências da minha vida a Surf Trip Ilha do Cardoso me proporcionou novas amizades e fortaleceu as antigas”, destaca Chaves. Já para Milton Napoleão, “o Surf Trip foi fantástico com pessoas especiais”. 
Marcelo Batata que faz a travessia Guarujá a Florianópolis de stand-up paddle sozinho e fez a “pernada” até o Paraná, enfatizou que “compartilhar essa parte da expedição com vocês foi o melhor acaso que Deus pôde me oferecer”. 
Joca Dias remador de stand-up paddle destacou que conhecia o local. “Percorri de bike junto com Marcio Alves, o local, mas neste retorno de barco, pude conhecer melhor o local que será uma da minhas próximas  aventuras, fazer o percurso remando São Paulo ao Paraná”, enfatiza Joca.


Tiago de Oliveira, de Belo Horizonte recomenda a experiência. “Recomendo para qualquer pessoa a Ilha do Cardoso e na companhia de bons amigos, a riqueza é exuberante”.
A chegada em Paranaguá foi como prevista e todos seguiram para seus respectivos destinos com a satisfação de uma bela surf trip, e uma salva de palmas encerrava a viagem.


A idealização da surf trip surgiu da reunião de um grupo de surfistas amigos em busca de ondas perfeitas. Em sua primeira edição foram 17 integrantes. “Hoje foram 30 amigos. A ilha é muito conservada dotada de um ambiente rústico e acolhedor, além de possibilitar o conhecimento cultural local, bem como, o privilégio de poder surfar boas ondas na companhia de vários amigos”, finalizam os idealizadores Sergio L. Monteiro, Uilian Mendes e Bruno Bonaldi.


“Foram 152 km percorridos, 14h50 de navegação em meio à paz e à natureza, 30 amigos e um só objetivo. Essa foi a segunda edição do Surf Trip Ilha do Cardoso, manteremos a mesma união para que as demais viagens sejam realizadas”, destacam os idealizadores. 
Fotos: Cedidas pelos atletas
 



Colunistas