Logotipo

Junior “Baby” é o mais novo contratado do UFC

21 de maio de 2017

"Baby" fará sua estreia no UFC on Fox 25 no dia 22 de julho em Long Island - EUA

Compartilhe

O parnanguara Junior “Baby” Albini, de 26 anos, foi escalado pelo UFC para lutar no card de Long Island, o UFC on Fox 25, que está programado para acontecer no dia 22 de julho. A notícia foi confirmada pelo próprio lutador.

O peso-pesado parnanguara enfrenta Tim Johnson, 12.º colocado no ranking da divisão.

“Baby” (13-2), que é atleta da Academia OCSJJ, está há quatro anos invicto, com  nove vitórias consecutivas.

 “Já há algum tempo sou o número 1 no ranking brasileiro, e tanto aqui como nos sites especializados de fora, era apontado como um futura possível contratação do UFC, pelo fato de ter um bom cartel e manter por um longo tempo no topo do ranking. Mas de forma alguma esperava que fosse acontecer do jeito que aconteceu. Meu empresário já estava há algum tempo em conversa com o UFC tentando acertar uma luta, mas até então não havia acontecido nada. Na semana passada havia recebido uma proposta para lutar na Suécia, em substituição a um atleta lesionado, mas acabou não dando certo, pois o adversário acabou recusando a luta. Mas graças a Deus, dois dias depois disso, o empresário me ligou que havia conseguido a luta no dia 22 de julho, em Nova York, e que tinha dado tudo certo e que o UFC tinha um contrato para me oferecer”, relatou Baby, que enfatiza que é um sentimento diferente e que é difícil de explicar. Estou lutando de forma profissional há 8 anos, e treino há uns 12 ou 13 anos, muito tempo dedicado e chegar ao nível mais alto da luta é um sonho que se realiza, é uma etapa de minha carreira que se encerra para iniciar um novo ciclo dentro do UFC. É um sonho que qualquer atleta que começa a lutar possui. É um orgulho e satisfação”, completa.

"Baby" enfatiza que agora é trabalhar. “Tenho agora o contrato em mãos e agora é trabalhar, pois entrar no evento é difícil, mas se manter lá é mais difícil ainda, porque os melhores atletas do mundo estão lá. Vou me dedicar dobrado, e vou sentar com o meu mestre Ocimar Costa e traçar uma estratégia para a luta, bolar os planos a b e c, pois ali tem uma grande quantidade de material humano tanto no Jiu-Jítsu quanto na luta agarrada. Vou treinar muito nestes dois meses para conseguir estrear com vitória”, destacou "Baby", aproveitando para fazer alguns agradecimentos. “Gostaria muito de agradecer à Box 10 do Renan Bonafini, ao João da MedPrev, Dr. Cleber Amarante, ao Dr. Daniel Fangueiro da Cineos, meus irmãos Frank e Patrick, ao Tabajara da A'Bonbonne, Eduardo Buffara da Conteúdo Publicidade, ao meu amigo Wilson Junqueira da Clínica São Lucas e ao Mestre Ocimar que acreditou em mim quando ninguém mais acreditava! Sem o apoio da minha esposa e minha mãe nada disso seria possível, sempre me motivaram e passaram por todas as dificuldades junto comigo!”, enfatizou o atleta.

Em sua última luta, em agosto de 2016, Baby venceu José Rodrigo “Dragão” Guelke por unanimidade na defesa do cinturão do evento brasileiro Aspera FC, realizado em Paranaguá.

Colunistas