conecte-se conosco

Natal 2021

Receitas de família e tradições natalinas constroem memórias afetivas

Chef destaca as sobremesas que marcaram sua infância

Publicado

em

A ceia de Natal é repleta de pratos típicos que reforçam a tradição entre as famílias. E mais do que isso, ajudam a construir memórias afetivas que ficam para toda a vida. Em alguns casos, as receitas são passadas de geração em geração. A chef patisserie, Madeleine Rose Christine Candia, neta de confeiteira e apaixonada por essa arte desde a infância, contou como as sobremesas de Natal fazem parte desse imaginário.

A chefe começou na carreira replicando as receitas do caderno da sua avó. “Com o passar dos anos, fui me aperfeiçoando em cursos e escolas especializadas. Foi na escola de confeitaria do Diego Lozano que eu tive a certeza de que essa paixão iria me acompanhar pelo resto da vida. Foi lá que eu tive o contato com as bases da confeitaria francesa”, disse Madeleine.

Seus natais sempre aconteceram na casa da avó, com os doces como protagonistas na mesa. “Acredito que os doces sempre foram os responsáveis por aguçar essas minhas memórias afetivas, revisitá-las é como ver um filme passando na minha cabeça. As receitas que mais me marcaram foram as dos biscoitos caseiros, torta de chocolate com frutas cristalizadas e é claro, o famoso panetone que nunca faltou em nossas ceias de natal”, recordou.

O pavê de bolachas, tradicional em muitas famílias nesta época, é o prato que mais marcou sua infância. “Era feito pela minha avó materna e é a receita que mais remete à minha infância, mas hoje o que não pode faltar em nossa ceia, é um bom chocotone de fermentação natural acompanhado de uma deliciosa bola de sorvete caseiro”, ressaltou Madeleine.

A comida, segundo ela, tem o poder de reunir pessoas e marcar momentos. “Reproduzir um prato de família ou fazer uma releitura de alguma receita sempre trará o nosso toque pessoal. Esse sabor único marca momentos, traz lembranças à tona e possui até mesmo o poder de viajar no tempo”, acredita Madeleine.

Demonstração de afeto

A preparação dos pratos também é uma forma de demonstrar afeto. “A arte de cozinhar é desde a escolha dos ingredientes até a combinação de sabores. Preparar o alimento e compartilhar com a família é gerar experiências e futuras lembranças. As mesmas lembranças que eu tenho da minha infância, eu procurei transmitir para a minha filha, por isso, a beleza de elaborar um prato e construir um sabor preenche a alma com afeto. Resgatar esse ritual de preparar uma refeição é gerar lindas recordações”, falou a chef sobre a importância de construir esse sentimento com as crianças. 

Sobremesa de Natal

A chef deixou como sugestão para o Natal a dica de uma sobremesa deliciosa e bastante apreciada, a Banoffi. “A massa pode ser a base de bolacha com manteiga e as camadas intercaladas de doce de leite artesanal, bananas e nata. A cobertura de chocolate belga dá um sabor especial”, indicou Madeleine.

Foto: Cybercook

Receita detalhada da Banoffe:

Ingredientes

  • 200g de biscoito maisena
  • 90g de manteiga sem sal em temperatura ambiente.

Recheio:

  • 500g de doce de leite artesanal.
  • 3 bananas
  • 300g de creme de leite fresco ou nata
  • 1 colher de sopa de açúcar

Cobertura:

  • 200g de chocolate belga 823
  • 120g de creme de leite 25% de gordura 

Modo de preparo:

Triture o biscoito em um processador até virar uma farinha. Acrescente a manteiga em temperatura ambiente e misture até formar uma massa. Forre uma assadeira de 20cm com fundo removível. Leve ao forno por 12 minutos a 170 graus. Tire do forno e aguarde esfriar.

Bata na batedeira em velocidade média a nata  com uma colher de sopa de açúcar. A nata deve ser batida com muito cuidado para não passar do ponto.

Sobre a massa espalhe o doce de leite, as bananas cortadas e por último cubra com a nata batida.

Para finalizar, prepare uma Ganache derretendo o chocolate belga em banho maria, ou se preferir no microondas a cada 30 segundos (cuidado para não queimar o chocolate) acrescente o creme de leite 25% e misture bem. Espalhe essa ganache sobre a torta e deixe por pelo menos 2 horas na geladeira antes de desenformar.