Logotipo

Secretário de Cultura e Turismo fala sobre os preparativos para o Carnaval

24 de fevereiro de 2019

“Devemos pensar na festividade como chamariz para que o turista torne-se multiplicador de nossos atrativos”, diz o secretário Harrison Camargo

Compartilhe

Harrison Camargo destaca que o evento está estruturado de maneira mais segura

O Carnaval de Paranaguá é conhecido por ser um dos melhores do Paraná, através da tradição e participação da comunidade na programação. Além disso, o evento se tornou ao longo do tempo um atrativo turístico, gerando inúmeras fontes de renda. 

É sobre a estrutura do Carnaval, as expectativas em torno do evento e as novidades que serão implantadas na programação deste ano, que o secretário de Cultura e Turismo, Harrison Camargo (Canela), fala nesta entrevista. 
Confira:   

Folha do Litoral News - Como estão os preparativos para o Carnaval?

Harrison Camargo – O Carnaval de Paranaguá tem tomado uma nova forma no direcionamento, especialmente, da captação do público externo, tendo uma expectativa real da chegada de turistas para aproveitar as atrações que pretendemos colocar este ano. Além de uma grande festa, o Carnaval deve ser visto, também, como fonte geradora de renda, e é isso que o município tem se preocupado. A preparação para o Carnaval começou há muito tempo, na viabilização das verbas, nos diálogos com a AESP, na formação do seu plano de trabalho e na execução das propostas. Tivemos as oficinas de Carnaval no início de janeiro, os eventos de lançamento dos enredos e da eleição do Cortejo Real, o retorno do Gala Gay, além de toda a extensa programação que nos aguarda. Retomamos tradições e garantimos que o Carnaval seja para todos os tipos de público.

Folha do Litoral News - Em termos de estrutura, o que muda em relação ao ano passado? 

Harrison Camargo - Neste ano, o Carnaval está estruturado de maneira mais segura ainda, especialmente o Banho de Mar a Fantasia, que ganhou instrumentos ainda mais efetivos de segurança, por exemplo, o monitoramento por drone, garantindo que o percurso seja guarnecido pela Guarda Municipal e Polícia Militar em sua totalidade.
Quanto aos desfiles, conseguimos programar com maior eficiência, incluindo, ainda, uma atração no bloco dos sujos, mais arquibancadas serão disponibilizadas, teremos os cronômetros nos portais de entrada e saída da avenida, e mais alguns detalhes que nos proporcionarão noites de desfile mais  organizadas. Uma das novidades é a mudança no sentido do desfile, que terá a largada ao lado do Aquário e chegada (dispersão) no final da Praça Mário Roque.
 

Folha do Litoral News - Quais são os aspectos positivos que o Carnaval como evento turístico traz a Paranaguá?

Harrison Camargo - Como citado anteriormente, o Carnaval, além de patrimônio cultural e uma festividade aguardada o ano inteiro pelos munícipes, temos que pensar como uma fonte de renda. Temos o trabalho da SEMSU em relação aos ambulantes, visitantes que desejam conhecer nosso carnaval, que a cada ano ganha mais prestígio na região.  Devemos pensar na festividade como chamariz e cartão postal para que o turista torne-se multiplicador de nossos atrativos.

Folha do Litoral News - Em relação ao Banho a Fantasia. Como é realizar um evento que reúne mais de 25 mil foliões? 

Harrison Camargo - É um desafio que abraçamos com muita responsabilidade. Organizamos tudo pensando na segurança dos foliões.  Sabemos que temos um dos melhores pré-carnavais do sul do Brasil, assim que trabalhamos para que a grande quantidade de público não acarrete em episódios indesejáveis. Trabalhamos na organização sempre com o apoio da Polícia Militar, Guarda Municipal e Corpo de Bombeiros, realizando reuniões com os responsáveis dos blocos, orientando, especialmente, em relação à segurança antes, durante e depois do percurso. Regulamentar o Banho a Fantasia já foi um desafio proposto anteriormente, garantir a efetividade deste é que é o trabalho hercúleo! Contamos com a colaboração de todos os participantes e, especialmente, dos representantes dos blocos para que a diversão seja saudável e segura.

Folha do Litoral News - Qual é o maior desafio para manter a tradição do Carnaval de Paranaguá?

Harrison Camargo - O desafio é o mesmo para todas as tradições.  Manter a essência e garantir sua perpetuação. Recuperar os grandes carnavais que Paranaguá já teve é o nosso objetivo, avalio que o trabalho da Secultur vem acontecendo para tanto, para este resgate e aprimoramento.

Folha do Litoral News- O Fandango também faz parte da programação. Como serão realizados os bailes?

Harrison Camargo - O Fandango é presente em todas as nossas festividades. Os bailes acontecerão sábado, domingo e segunda em seu local de costume que é o Mercado do Café, mas com dois grupos por dia, garantindo que a festa não acabe tão cedo! Além dos bailes, teremos, também, o boi de mamão na avenida, no sábado de Carnaval. Convidamos todos para que prestigiem!

Folha do Litoral News - Deixamos aqui um espaço para suas considerações finais.

Harrison Camargo – Primeiramente, devo agradecer ao prefeito Marcelo Roque pelo apoio que tem nos dado em ações de manutenções Culturais, essa visão do prefeito é essencial para que nossas tradições se mantenham, e assim, podemos mostrar aos turistas nossos costumes e belezas. Acredito que a Secultur está preparada para fazer um Carnaval inesquecível, que para nós já começou no início do ano quando envolvemos a comunidade em oficinas carnavalescas, e se prolongando por esse tempo em todas as ações que realizamos.

Além do nosso Carnaval, estamos especialmente orgulhosos em ver nossa cidade sendo representada e homenageada pela Embaixadores da Alegria, a agremiação mais antiga e tradicional do Carnaval de Curitiba! Nossa história sobe a serra nesse Carnaval! Certamente, um Carnaval com história e para fazer história. Prestigiem e aproveitem tudo que preparamos com muita responsabilidade e empenho de toda a equipe que está comprometida em oferecer o melhor Carnaval dos últimos tempos. 

Colunistas