Logotipo

Presidente do Rotary Club de Paranaguá destaca renovação e trabalho social como metas da sua gestão

21 de julho de 2019

Valmor Passini celebra união dos rotarianos em prol da comunidade, "sozinhos não fazemos nada, temos que ter ajuda, compreensão e aprovação dos companheiros para avanços conjuntos"

Compartilhe

Valmor Passini assumiu a presidência pela segunda vez no dia 6 de julho

No dia 6 de julho, tomou posse como presidente do Rotary Club de Paranaguá o comerciante Valmor Passini. Esta é a segunda vez que Passini assume a gestão do clube, porém, na sua presidência ele precisou se afastar por motivos de saúde no biênio 2006/2007, porém agora, em 2019, ele assume o Rotary Club de Paranaguá com ânimo renovado e com a missão de fortalecer os compromissos rotarianos do clube de serviços cujo objetivo é unir voluntários para prestação de serviços humanitários em prol de avanços na sociedade parnanguara e valores como a ética e a paz.

Atualmente, existem mais de 34 mil clubes de Rotary em todo o mundo, com cerca de 1,2 milhões de membros que são chamados de rotarianos. Valmor Passini, que é rotariano desde 2004, presidirá o Rotary Club de Paranaguá que conta atualmente com 15 membros, sendo que uma de suas missões é a renovação, com atração de mais voluntários e jovens, bem como aprovação no último dia 10 de julho da inclusão de mulheres em seu quadro de associados, algo que deverá ser feito em setembro com a vinda de três novas rotarianas. Confira a entrevista:

Folha do Litoral News: Como é para você assumir a presidência do Rotary Club de Paranaguá e qual a sua história com o clube?

Valmor Passini: É a segunda vez que eu assumo a presidência. A primeira foi curta, pois na metade do ano sofri uma cirurgia, tive que fazer três pontes safenas, e não pude completar a gestão. Neste ano quero iniciar e terminar a minha gestão tranquilamente. Com saúde vamos até o final e com a confiança e ajuda dos rotarianos, pois sozinho não fazemos nada, temos que ter ajuda, compreensão e aprovação dos companheiros para avanços conjuntos.

Folha do Litoral News: Qual a importância do trabalho do Rotary Club na sociedade?   

Valmor Passini: A definição do Rotary é muito longa, vou dar uma sintetizada, destacando que o clube é uma rede de líderes profissionais, amigos, vizinhos, que se reúnem e trabalham em prol da humanidade no mundo inteiro. Aqui em Paranaguá fizemos muitos projetos, entre elas nas ilhas, onde fazemos mutirões com profissionais de várias áreas, entre elas a saúde, e vamos lá e colaboramos com o povo que mora lá com educação, bem como levando médicos, dentistas, entre outros colaboradores. É algo muito positivo e agradável.

Folha do Litoral News: A renovação e a inclusão de novos membros no clube, entre eles mulheres, são diretrizes da sua gestão?

Valmor Passini: Uma das metas é agregar e conseguir trazer mais companheiros, pois precisamos de mais gente, principalmente mais jovens. Inclusive, depois de 80 anos, conseguimos aprovar por unanimidade a entrada de mulheres no clube, algo que há tempos era muito difícil, pela resistência de alguns rotarianos, mas agora todo mundo concordou, felizmente. Sabemos que a mulher é uma líder na sociedade, o homem sem a mulher não é nada em lugar nenhum, as mulheres têm mais garra, o homem é mais passivo, enquanto a mulher vai a fundo, algo muito importante para nós. O Rotary Club de Paranaguá completou 80 anos em fevereiro e o clube conta com 15 membros, mas já fomos em 32, enfim, muitas coisas afetaram na diminuição das pessoas que gostam de trabalhar em prol da comunidade, entre elas a crise, tempo, visto que hoje em dia tudo é corrido, enfim, tudo é muito difícil, mas com esta mudança a intenção é agregar mais pessoas, trazendo membros mais jovens. Irão entrar três mulheres no Rotary Club de Paranaguá, algo que deverá ocorrer ou na visita do governador em setembro, mas está sujeito a ser antes, pois precisamos incluir gente nova.

Folha do Litoral News: Qual a importância de parcerias para que o trabalho do Rotary seja ainda mais amplo em Paranaguá?

Valmor Passini: Entre as metas que possuímos é realizar muitas reuniões com entidades e outros distritos e municípios do Rotary Club, unir forças. Temos vários projetos, mas isso depende de empresas colaborarem conosco, pois trabalhamos sem remuneração nenhuma, de forma voluntária, e projeto custa dinheiro. Graças a Deus conseguimos fazer boa parte desses projetos, algo que seguirá ocorrendo neste ano.

Folha do Litoral News: Para os cidadãos que querem conhecer o trabalho do Rotary, bem como unir esforços em prol dos projetos sociais, como eles podem entrar em contato?

Valmor Passini: Nos reunimos todas as quartas-feiras na Casa da Amizade a partir das 20h e quem quiser conhecer o nosso trabalho peço para que nos visite, estamos de portas abertas e, inclusive, se alguém se interessar, aceitamos associados que queiram nos ajudar e tenham compromisso com nossos valores.

O presidente e membros do Rotary Club de Paranaguá na posse do dia 6 de julho (Foto: Divulgação)

 

 

Colunistas