Logotipo

Colégio Vidal Vanhoni tem maior evolução no Ideb entre as escolas estaduais

14 de setembro de 2018

Núcleo de Educação analisou resultado do índice de desempenho das instituições em Paranaguá

Compartilhe

O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) é calculado a cada dois anos e funciona como um indicador que possibilita monitorar a qualidade da educação em todo o País. O cálculo é obtido com uma prova que testa o aprendizado dos alunos em português e matemática nos anos iniciais e finais do Ensino Fundamental e no Ensino Médio. Segundo o índice, as escolas públicas de Paranaguá tiveram a média de 3.3 para o Ensino Médio, número abaixo do esperado.

No entanto, algumas instituições de ensino no município se destacaram e avançaram muito no desempenho, como é o caso do Colégio Estadual Vidal Vanhoni, o qual apresentou a maior evolução na nota quando comparado com o índice de 2015.

Em nota, o Núcleo Regional de Educação (NRE) fez uma avaliação positiva, apesar de o resultado estar abaixo da meta projetada pelo Ideb, pois o desempenho aumentou em relação a 2015. “Apenas uma única escola obteve nota menor em relação ao seu desempenho anterior, todas as outras tiveram um aumento significativo em suas notas. Lembrando que o resultado tem como base dois fatores: o rendimento escolar (taxa de aprovação) e o desempenho dos estudantes no Sistema de Avaliação da Educação Básica (SAEB)”, explicou o Núcleo.

COLÉGIO DESTAQUE

Em Paranaguá, 22 escolas realizaram a prova. A melhor avaliada foi o Colégio Estadual Vidal Vanhoni, que saltou de 3,2 (2015) para 4,8 (2017), sendo que a meta projetada pelo Ideb era de 5

 “O Colégio apresentou a maior taxa de evolução entre as escolas estaduais do litoral. Há outras escolas com notas mais altas, porém nenhuma delas elevou seu índice de maneira tão significativa quanto esta”, avaliou o Núcleo de Educação.

Segundo o NRE, o desempenho das escolas nas avaliações externas é resultado de muitos fatores, mas destaca o trabalho dos profissionais no processo educativo. “Atribuímos à equipe diretiva e pedagógica, professores, funcionários, alunos e comunidade escolar, a qualidade da gestão administrativa da escola, práticas pedagógicas adequadas às necessidades dos alunos, acompanhamento sistemático e contínuo da aprendizagem, ambiente escolar agradável, organizado e acolhedor; o envolvimento dos pais, a dedicação dos estudantes e o compromisso social e ético dos educadores”, mencionou.

O objetivo do Ideb não é criar um “ranking” entre as escolas, mas oferecer uma observação sistemática capaz de permitir traçar metas de ensino e proposições de políticas públicas em prol da qualidade da educação.

 

Colunistas