Connect with us

Polícia

Taxista executado a tiros no Parque São João foi condenado em 2006 pela morte do filho de 3 anos

Robson Cleber Ziemmer foi condenado em 2006 pela morte do filho, um menino de apenas 3 anos, em São José dos Pinhais. A criança foi espancada e chegou morta em um posto de saúde.

Publicado

em

Robson Cleber Ziemmer, de 47 anos, foi executado a tiros, dentro do táxi que dirigia, na madrugada desta terça-feira, 4, por volta das 3h, na região do Parque São João, em Paranaguá.

De acordo com uma mulher, passageira do táxi, e que estava sentada no banco de trás, um indivíduo armado se aproximou do carro, chamou Robson pelo nome e atirou três vezes em sua direção.

Dois tiros atingiram a nuca do motorista que morreu na hora.

O óbito foi constatado por uma equipe do Samu.

Equipes da Polícia Militar fizeram patrulhamento pela região onde o crime aconteceu, na Avenida Senador Atílio Fontana, esquina com Tertuliana da Cruz dos Santos, mas não localizaram o suspeito, que fugiu a pé.

A hipótese de latrocínio, que é o roubo seguido de morte da vítima, foi descartada ainda na madrugada, já que nenhum pertence pessoal foi levado pelo criminoso.

O corpo de Robson Cleber Ziemmer foi periciado pela Criminalística e encaminhado para o IML – Instituto Médico Legal de Paranaguá, onde vai passar por exames complementares.

36.º HOMICÍDIO

Com a execução do taxista, sobe para 36 o número de homicídios registrados em Paranaguá este ano. No litoral são 56 casos.

Policiais civis estiveram no local e conversaram com familiares da vítima e a passageira.

ESPANCAMENTO

Na noite do dia 13 de junho de 2003, Robson Cleber Ziemmer levou o filho, de apenas 3 anos, até uma unidade de saúde, na cidade de São José dos Pinhais.

A criança chegou morta no local e o médico que fez o atendimento acionou a Polícia Militar.

O menino estava com um dos braços quebrado, tinha hematomas por todo o corpo, apresentava ferimentos graves na cabeça e no rosto, e os lábios cortados e inchados.

Robson e a madrasta, uma mulher de 29 anos, foram presos em flagrante pelos policiais que atenderam a ocorrência.

O laudo médico, emitido logo depois, indicou que o menino morreu uma hora antes de dar entrada na unidade de saúde.

JULGAMENTO

O julgamento do caso aconteceu em 2006 e Robson Cleber Ziemmer foi condenado a cerca de 10 anos de prisão.

Ele deixou o sistema penitenciário estadual em julho de 2013.

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.