Connect with us

Polícia

Perseguição termina com mulher presa e apreensão de revólver e drogas na Costeira

Publicado

em

Perseguição termina com mulher presa e apreensão de revólver e drogas na Costeira

Agentes da ROMU – Ronda Ostensiva Municipal, da Guarda Civil, apreenderam na tarde de terça-feira, 5, por volta das 17h, um revólver calibre .38, porções de entorpecentes e capturaram uma mulher foragida da justiça. A ação da corporação começou com a perseguição a uma motocicleta, que era ocupada por dois indivíduos, na Vila Portuária.

Perseguição

Uma viatura da ROMU trafegava pela Rua Tupinambá, na Vila Portuária, quando os agentes desconfiaram da atitude suspeita do piloto de uma motocicleta. O indivíduo acelerou o veículo e tentou fugir.

Perseguido, ele e o garupa abandonaram a moto em uma via sem saída e entraram em um matagal. Os agentes desembarcaram da viatura e conseguiram deter um dos suspeitos.

Com o homem, nada de ilícito foi encontrado.

Ao ser indagado sobre a situação, o abordado disse que estava levando um indivíduo conhecido como Lohyan e que no local, onde ele e o foragido moravam, os agentes encontrariam uma arma de fogo e drogas.

Quitinetes

No endereço indicado, um conjunto de quitinetes, na Rua João Eugênio, no bairro Costeira, as equipes tiveram acesso aos cômodos onde os suspeitos moravam.

Na quitinete ocupada por Lohyan, os agentes encontraram uma porção de cocaína, pedras de crack, uma balança de precisão e um revólver calibre .38, com numeração suprimida e quatro munições intactas. A arma estava escondida dentro de um carrinho de bebê.

Material usado para embalar e consumir entorpecentes também foi apreendido.

Já no espaço ocupado pelo homem detido, as equipes encontraram duas porções de maconha.

Diante da situação, o indivíduo foi encaminhado, junto com o material apreendido, para o plantão da Polícia Civil.

Foragida

Durante a ação da Guarda Civil Municipal, os agentes abordaram uma mulher de 26 anos. Ela estava no conjunto de quitinetes, no bairro Costeira.

Ao realizar o procedimento de identificação da abordada, as equipes constataram que contra Wendy Evelize Gonçalves Alves, havia um mandado de prisão em aberto, pelo envolvimento com o tráfico de entorpecentes. O documento foi expedido pela 2.ª Vara Criminal de Paranaguá.

Wendy Evelize recebeu voz de prisão e foi encaminhada para a Cadeia Pública de Paranaguá, sob responsabilidade do DEPEN – Departamento Penitenciário do Estado, onde ficou recolhida à disposição da Justiça.

Leia também: Rapaz é flagrado pela ROMU carregando televisão furtada