Connect with us

Polícia

Guarda civil municipal é assassinado em Paranaguá

Criminosos surpreenderam vítima que estava sozinha em seu veículo na rua Arthur Bernardes (Foto: Câmeras de monitoramento)

Publicado

em

Homicídio aconteceu na Vila Cruzeiro. Dois criminosos saíram de carro, fizeram disparos de pistola e fugiram do local

Na tarde da quarta-feira, 6, um guarda civil municipal foi assassinado em Paranaguá na Vila Cruzeiro. Segundo a Polícia Militar do Paraná (PMPR), que atendeu a ocorrência de homicídio, câmeras de monitoramento da região flagraram o momento do crime que aconteceu na rua Arthur Bernardes, onde dois indivíduos armados com pistola saíram de um carro HB20 branco, efetuaram vários disparos contra a vítima que estava em seu veículo Ônix cor bordô saindo do estacionamento de um prédio na localidade. Após o cometimento do crime, a dupla se evadiu do local, sendo conduzido pelo HB20 que tinha um motorista de fuga aguardando a finalização do assassinato. 

Segundo equipe da Polícia Militar do Paraná (PMPR) que atendeu a ocorrência, a vítima foi assassinada quando estava em seu veículo por disparos de arma de fogo. Equipes médicas foram acionadas imediatamente, mas o guarda municipal não resistiu e veio a óbito. “Foram dois indivíduos que estavam armados de pistola em um veículo branco HB20, efetuaram esses disparos contra a vítima e se evadiram do local. Após o crime, equipe policial encontrou o HB2 queimado em uma localidade de Paranaguá”, afirma o tenente Merege da PMPR. 

Câmeras de monitoramento flagraram o momento do assassinato e servirão de base para identificação dos criminosos. “O HB20 chegou, se postou na traseira do veículo da vítima, impedindo a sua saída. Eles desembarcaram rapidamente, com armas em punho, chegando à porta do motorista, forçando a abertura e já efetuando os disparos contra a vítima que estava sozinha no veículo”, acrescenta o tenente. O veículo queimado foi encontrado na PR-407 em direção a Pontal do Paraná e a princípio não teria alerta de furto ou roubo.

De acordo com as informações iniciais apuradas pela PMPR, há indícios de possível envolvimento da vítima com o tráfico de drogas. “Seria uma questão relacionada a esse mal que tanto prejudica a nossa sociedade e abala um pouco a questão da segurança das pessoas de bem”, complementa o tenente.

A Equipe de Criminalística e Instituto Médico Legal (IML) foram acionadas ao local para recolher o corpo da vítima e analisar o local do crime, dando prosseguimento à investigação, que será realizada pela Polícia Civil do Paraná (PCPR).