conecte-se conosco

Polícia

Foragida da Justiça acusada de aplicar o golpe do falso aluguel é presa pela PM em Paranaguá

Uma informação anônima repassada pelo WhatsApp da Polícia Militar, 99262 9790, levou equipes da corporação até um imóvel no Porto dos Padres onde Renata estava escondida

Publicado

em

Renata Mendes Ereno, de 29 anos, foi presa na manhã desta quinta-feira, 23, por volta das 10h, no bairro Porto dos Padres, em Paranaguá.

Uma informação anônima repassada através do WhatsApp da Polícia Militar, 99262 9790, levou agentes da ALI – Agência Local de Inteligência até um imóvel na Rua Presidente Washington Luiz, onde uma mulher, com mandado de prisão em aberto, estaria escondida.

Com o apoio de equipes da RPA – Rádio Patrulha Auto, Renata foi abordada e presa.

Contra ela havia um mandado de prisão em aberto pelo crime de estelionato. O documento foi expedido pela Vara Criminal de Guaratuba.

Presa, Renata foi encaminhada a Cadeia Pública de Paranaguá, onde está à disposição da Justiça.

FALSO ALUGUEL

A Polícia Civil do Paraná divulgou na segunda-feira, 20, a foto de uma mulher que está foragida por estelionato.

Renata é suspeita de aplicar o golpe do aluguel em pelo menos dez vítimas, entre outubro de 2021 a março de 2022, com prejuízo avaliado em R$ 50 mil.  

As vítimas são de diversas cidades, como Curitiba, Ponta Grossa, Apucarana e Castro.  

CRIME

Renata afirmava ser proprietária de um imóvel em Guaratuba, no Litoral do Estado. Nas redes sociais, ela oferecia o local para ser locado durante a temporada.  

Posteriormente, via mensagens, ela negociava e solicitava um valor antecipado. Quando as vítimas chegavam na residência, descobriam que o imóvel não era da suspeita.